ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 13º

Cidades

Vacina contra HPV será aplicada em dose única dos 9 aos 14 anos

Secretaria de Saúde de MS aguarda orientações do Ministério da Saúde para iniciar novo esquema

Por Clara Farias | 02/04/2024 12:39
Mulher sendo vacinada na Capital (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Mulher sendo vacinada na Capital (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

O SUS (Sistema Único de Saúde) aderiu à vacinação contra HPV (Papilomavírus Humano) em dose única. A mudança tem como objetivo aumentar a adesão à vacinação e cobertura vacinal do país. Nota Técnica que estabeleceu a mudança foi publicada nesta segunda-feira (1°) pelo Ministério de Saúde.

De acordo com o Ministério, a dose única é recomendada para crianças e adolescentes de 9 a 14 anos. A mudança vai ao encontro da recomendação da OMS (Organização Municipal de Saúde), que indica a eficácia do novo esquema vacinal. A nota ainda recomenda que os estados façam busca ativa por jovens que tenham até 19 anos e não tenham recebido nenhuma dose da vacina contra o HPV. Estes também poderão receber a dose única.

O grupo prioritário inclui imunossuprimidos, vítimas de violência sexual e pessoas portadoras de papilomatose respiratória recorrente, mas nestes casos, o esquema vacinal continua sendo o de duas ou três doses.

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) informou que aguarda orientações do Ministério da Saúde para aderir ao novo esquema. A vacina quadrivalente ofertada pelo SUS protege contra quatro subtipos virais (HPV, 16, 18, 6 e 11), cânceres de colo do útero, de vulva e vagina, câncer peniano e cânceres de orofaringe e anal em homens e mulheres.

No Brasil, o câncer de colo do útero é o terceiro tumor mais frequente em mulheres, segundo o Inca (Instituto Nacional de Câncer). Em 2023, 50.493 mil crianças, de 9 a 14 anos, receberam a vacina contra o vírus.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias