A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

21/03/2018 18:14

A meia hora que fará muita diferença para os estudantes no Enem

Novidades e cronograma do exame foram divulgados nesta quarta-feira (21), pelo MEC e Inep.

Anahi Gurgel
Durante intervalo, alunos da E.E. Mª Constança de Barros Machado, em Campo Grande, conversam sobre o tempo extra na prova do Enem em 2018. (Foto: Anahi Gurgel)Durante intervalo, alunos da E.E. Mª Constança de Barros Machado, em Campo Grande, conversam sobre o tempo extra na prova do Enem em 2018. (Foto: Anahi Gurgel)

Foram muito bem recebidas pelos estudantes de Campo Grande as regras, o cronograma e, principalmente, as novidades do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2018, apresentadas nesta quarta-feira (21). A mais “reconfortante” foram os 30 minutos a mais que os alunos terão no segundo dia de prova, que reúne conteúdos de ciências da natureza e matemática – consideradas, para muitos, o grande “terror” do exame. 

O edital foi publicado pelo MEC (Ministério da Educação) por meio do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Com o tempo extra, a prova terá total de 5 horas de duração. 

Durante o intervalo entre as aulas no período vespertino, o anúncio do Inep era tema de debate na roda entre os colegas. Matriculado na Escola Estadual Maria Constança de Barros Machado, Allan Caiçara de Albuquerque, 17 anos, descreveu como “animador” o acréscimo de meia hora no dia das provas de exatas. 

“Pode parecer pouco, mas só de saber que há mais tempo, já alivia a pressão que naturalmente a gente sente durante o exame”, acredita ele, que vai tentar uma vaga em curso de Nutrição. 

“No Enem, todo tempo a mais é favorável quando você precisa mostrar, em algumas horas, o que aprendeu em três anos de estudo. É fundamental quando você precisa fazer cálculos”, resume Diego Silva Acostas, 17, que está dividido entre fazer Direito e Design de Interiores.

 

Alunos do 3º ano do Ensino Médio debatem sobre sociologia, durante intervalo em escola pública da Capital. (Foto: Anahi Gurgel)Alunos do 3º ano do Ensino Médio debatem sobre sociologia, durante intervalo em escola pública da Capital. (Foto: Anahi Gurgel)

Mesma opinião têm Valeska Ferreira Chagas e Paulo Guilherme Rezek, ambos têm 17 anos e pretendem ser médicos. “É bem melhor para fazer o planejamento da prova”, explicam. 

Claro que o tempo adicional agradou a maioria dos jovens que irão enfrentar o desafio para valer neste ano, principalmente entre os que têm mais dificuldade com disciplinas da área de exatas. Mas e quem tem facilidade com matemática, física e química? O que achou?

Yhuji Alex Ueno Miyamoto, 17, que pretender cursar Engenharia Elétrica, responde: “Sei que a prova do primeiro dia já é mais longa, mas eu preferia que esses 30 minutos fossem direcionados para escrever a Redação”, diz, com um sorriso de “sugestão” que, bem sabe, não será acatada.

Brendon Vieira, vai fazer Enem pela segunda vez. "Também achei positiva a retirada da polêmica regra que exigia dos estudantes respeito aos direitos humanos na redações", afirmou ele, que deseja cursar Direito ou Sociologia. 

Desde 2013, o Inep exigia que os candidatos não desrespeitassem os direitos humanos, sob pena de nota zero, mas no Enem de 2017 uma decisão judicial suspendeu o quesito. A novidade deste ano atende, portanto, determinação do STF (Supremo Tribunal Federal (STF).

Amigos que irão fazer o Enem 2018 comemoram as principais novidades para a edição deste ano. (Foto: Anahi Gurgel)Amigos que irão fazer o Enem 2018 comemoram as principais novidades para a edição deste ano. (Foto: Anahi Gurgel)

Mais novidades - Outra mudança estruturante para 2018 – quando o Enem completa 20 anos de criação - está relacionada à solicitação de isenção da taxa de R$ 82 para participar do exame. O valor continua o mesmo do anterior, mas o pedido de isenção deverá ser feito em um período anterior ao da inscrição: 2 e 11 de abril.

Além disso, quem foi isento e faltou ao Enem no ano passado terá que justificar ausência para conseguir isenção em 2018; haverá período de recursos relacionados à isenção e à justificativa.

Quatro perfis serão beneficiados pela gratuidade: quem estiver cursando a última série do ensino médio em 2018 na rede pública; quem tenha cursado todo o ensino médio em escola pública, como bolsista integral na rede privada ou que declare situação de vulnerabilidade socioeconômica; e um critério inédito, que contempla o aluno que tenha participado do Encceja 2017, na modalidade ensino médio, e que tenha obtido proficiência que permita certificação e na área de conhecimento em que se inscreveu. 

Todos os interessados em fazer o Enem 2018, isentos ou não, deverão fazer a inscrição entre 7 e 18 de maio. E vale um alerta: a aprovação da isenção não significa que a inscrição está realizada automaticamente.

Confira o edital completo acessando o site enem.inep.gov.br. 

Candidatos ao Enem terão de justificar ausência para continuar tendo isenção
Os participantes que tiveram isenção da taxa de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano passado e que faltaram às provas terão que ...
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado de R$ 33 milhões
O concurso 2.135 da Mega-Sena vai sortear nesta quarta-feira (20) o prêmio acumulado de R$ 33 milhões. O sorteio das seis dezenas será realizado, a p...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions