A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/05/2011 11:21

Investimentos devem ser utilizados para garantir aplicação do ECA em Uneis

Paula Vitorino

Durante reunião nesta manhã Unidades apresentaram plano de ação

Reunião discutiu realidade das Uneis em MS.Reunião discutiu realidade das Uneis em MS.

Em reunião nesta manhã, a Superintendência de Assistência Socioeducatica (SAS) apresentou o plano de metas para atuação nas Uneis (Unidades Educacionais de Internação) durante o próximo ano.

De acordo com o superintendente da SAS, coronel Hilton Villasanti, a principal articulação visa adequar e aproveitar os recursos públicos investidos nas Unidades, por meio de atividades sócio-educacionais nas novas estruturas.

“Construímos duas novas Uneis, em Corumbá e Ponta Porã e estamos em processo de licitação para a construção de mais em Três Lagoas, além das reformas feitas em várias Unidades. Agora é aproveitar esses novos espaços, com estrutura adequada e profissionais qualificados”, diz.

Representantes de todas as Uneis participaram do encontro, com o objetivo de apresentar seus planos de atuação e compartilhar modelos que já estão tendo sucesso.

Foram apresentados os planos das Unidades masculinas de Dourados Laranja Doce e a feminina Esperança, Unei Masculina Pantanal, de Corumbá, Unei masculina Tia Aurora, localizada em Três Lagoas e a Unei masculina Mitaí, de Ponta Porã.

Todos os planos de atuação e as atividades desenvolvidas terão como meta garantir que o que prevê o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

“Vamos melhorar a gestão e garantir que o adolescentes recebem alimentação, educação e atividades como garante o estatuto. Nossos agentes que trabalham nos locais são capacitados justamente para isso”, frisa Villasanti.

O superintendente ainda ressalta que a elaboração de um plano de metas ajuda a controlar e programar uma melhor gestão dentro das Uneis. "Diante destas metas e com um novo sistema de gestão, teremos mudanças a curto, médio e longo prazo", declarou.

Ainda durante o encontro, o Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional) também foi apresentado aos participantes. O sistema está em operação desde 2004 no Estado e foi implantado nas Uneis no final do ano passado, permitindo acesso rápido e preciso a dados de todas as unidades do Estado.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


Ignorante quem pensa como o escritor do comentário anterior, o ECA, ao contrário do que pessoas sem conhecimento afirmam, NAO É INSTRUMENTO DE IMPUNIDADE, o menor como pessoa em desenvolvimento carece de um tratamento diferenciado, o qual nao pode ser entendido como sinonimo de impunidade.
 
Juliana Campos em 03/05/2011 05:50:42
esse estatuto deveria chamar-se FA.M.C.A fábrica de marginais crianças e adolescente e não ECA. a partir do momento que foi criado só fez prejudicar nossas crianças. e ajudar marginais a recrutar elas para o mundo do crime, pois sabem que não vão ser punidos pois os menores assumem os crimes. e eles ficam impunes.
 
LUIZ OLIVEIRA em 03/05/2011 02:07:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions