A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/09/2013 12:39

Acusados de amarrar e executar mulher "infiel" vão a júri amanhã

Edivaldo Bitencourt

A 2ª Vara do Tribunal do Júri realiza, a partir das 8h de amanhã (20), o júri popular de Everton Rodrigues e dois companheiros, que amarraram e mataram a tiros Darlen Hellen de Souza Serrilho. Conforme a denúncia do MPE (Ministério Público Estadual), ele desconfiou da traição da mulher e decidiu executa-la em 16 de setembro do ano passado.

Everton, Tiago Jorge da Silva Figueiredo e José Valdir de Freitas Pereira vão ser julgados por homicídio cometido por motivo torpe, com emprego de tortura e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Everton e Darlen tinha um relacionamento amoroso. No entanto, ele desconfiou que ela o estava traindo com outra pessoa. Para se vingar da mulher, ele decidiu executa-la.

O trio pegou Darlen, levou-a até a região do Aeroporto Santa Maria, amarram-lhe os braços e pernas e a mataram a tiros.

O juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluizio Pereira dos Santos, acatou o pedido do MPE e pronunciou os acusados. Eles podem ser condenados, no mínimo, a penas de 12 a 30 anos de reclusão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions