A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/10/2008 11:19

Adolescente indígena era mantida presa no Giocondo Orsi

Redação

Uma adolescente indígena de 16 anos era mantida em cárcere privado no bairro Giocondo Orsi, em Campo Grande, em condições de escravidão. A denúncia é do Centro de Defesa dos Direitos Humanos Marçal de Souza, respaldada pela Funai de Dourados, que conseguiu resgatar a garota na manhã de hoje da residência, onde trabalhava como empregada doméstica.

A menina foi trazida há 11 meses de aldeia de Laguna Caarapã. Convencida de que iria receber salário e ter tempo para estudar, a garota guarani conta que deixou a casa da família, a 280 quilômetros da Capital.

Em Campo Grande, diz que nunca teve qualquer promessa cumprida. Com rosto triste, a adolescente fala de uma rotina dura de trabalho, das 7 horas até após às 19 horas. Cabia a ela todo tipo de tarefa doméstica, relata.

A casa onde a garota foi encontrada é da advogada, identificada pela menina como Cristiane Brum Monteiro, informa o CDDH, que segundo apurou o Centro foi auxiliada por uma costureira de Dourados, chamada Joane. Essa mulher encontrou a garota na aldeia e a encaminhou a Campo Grande, em novembro.

A denúncia partiu de vizinhos. Nesta sexta-feira, quando a equipe do CDDH, junto com uma assistente social da Funai, chegou para retirar a menina da residência, enfrentou resistência de um dos filhos da advogada.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions