A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

08/04/2010 14:19

Advogado critica Big Brother, Globo e falta de provas

Redação

Os advogados de defesa das quatro mulheres, ex-funcionárias da Clínica de Planejamento Familiar, que estão indo a júri popular nesta quinta-feira por 15 abortos, adotaram a linha de desqualificar as provas materiais anexadas ao processo pelo MPE (Ministério Público Estadual).

Advogado da psicóloga Simone Aparecida Canteguessi de Souza, Renê Siufi questionou a materialidade das provas da prática do crime de aborto. Ele destacou que os laudos do Instituto de Criminalística não comprovaram os abortos. "Houve aborto? Não", enfatizou, já que a primeira das perguntas a ser feita aos jurados será sobre a ocorrência ou não deste crime.

Siufi disse que as mulheres

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions