A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/11/2009 09:57

Advogado preso por pedofilia é levado para a Phac

Redação

O advogado Antônio Paulo de Amorin, 53, preso na quinta-feira em Dourados acusado de pedofilia, foi transferido nesta terça-feira para a Phac (Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa). Ele estava em uma cela do 1º Distrito Policial desde que foi preso após ser monitorado durante um mês pela polícia e confessou ter mantido relações sexuais com uma menina de 13 anos. A transferência, determinada pelo juiz Antonio Barbosa Sanches, foi acompanhada por representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

A polícia continua investigando o envolvimento do advogado com pedofilia. Três meninas identificadas nas investigações já foram ouvidas pela delegada Fernanda Carvalho, da Delegacia de Atendimento à Mulher. O material apreendido no escritório e na casa de Amorin, incluindo fitas VHS, computadores, CDs, DVDs e fotografias, ainda está sendo periciado. Três adolescentes aparecem em vídeos diferentes, fazendo sexo com o advogado.

Amorin confessou à Polícia Civil que há 10 anos sente desejos por adolescentes e há um ano tem relações sexuais com a menina de 13 anos, que diz amar. A menina, parente de uma ex-mulher do advogado, também confessou manter relações sexuais com o advogado.

O advogado está preso por mandado de prisão temporária, de 30 dias. Antônio passou a ser investigado depois que a Delegacia da Mulher registrou queixas de familiares de menores, encaminhadas pelo Ministério Público Estadual, que recebeu as denúncias há cerca de um mês.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions