A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

01/04/2011 18:50

Aneel confirma pedido da Enersul em reajustar energia em 17,5% para MS

Jorge Almoas

Divulgado nesta sexta-feira pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) o calendário de reajustes anuais da tarifa de energia elétrica, aponta que a Enersul, concessionária que atende 72 municípios de Mato Grosso do Sul, solicitou reajuste de 17,5% na tarifa de energia elétrica.

No entanto, segundo o deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB), a decisão final só será tomada em reunião no próximo dia 5 de abril, em Brasília. A nova tarifa será válida a partir de 8 de abril.

“Nunca vi a Aneel acatar o pedido das concessionárias. É sempre para mais ou para menos. Espero que seja para menos”, declarou Marquinhos, que briga para que o reajuste seja fixado em 12%.

Além da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), outras três distribuidoras – Cemig, Cemat e CPFL Paulista – aumentam as tarifas a partir de 8 de abril. No total, 10 empresas reajustam o preço pago pela energia elétrica neste mês.

De acordo com informações disponibilizadas no site oficial da Aneel, o índice concedido para a Enersul é o maior do país, seguido pelas companhias do Rio Grande do Sul (AES Sul – 13,37%) e do Mato Grosso (Cemat – 13,18%).

São considerados na composição do reajuste itens de reajuste econômico e componentes financeiros. Além disso, a Enersul determinou um índice de 5,81% como reposicionamento das perdas. A Enersul foi obrigada pela justiça a devolver aos consumidores parte da revisão tarifária a partir de 2003.

Segundo a Aneel, o reajuste anual é um dos três mecanismos de atualização das tarifas previstos nos contratos assinados entre as empresas e a União com objetivo de manter o equilíbrio econômico-financeiro da concessão.

Os outros são a Revisão Tarifária Periódica (RTP) e a Revisão Extraordinária. A RTP acontece em média a cada quatro anos, enquanto a revisão extraordinária pode ocorrer a qualquer tempo, desde que ocorra um desequilíbrio justificado da concessão ou se houver criação de um novo encargo setorial, por exemplo.

O primeiro pleito apresentado pela Enersul foi de 19,35%. Entretanto, houve um erro de cálculo e o pedido foi revisto. A Enersul atende 813 mil consumidores no Estado.

Comissão da Assembleia busca reajuste de 12% na tarifa de energia
A comissão criada na Assembleia Legislativa para acompanhar o reajuste da tarifa de energia elétrica ainda busca que o reajuste neste ano fique em 1...
Enersul errou cálculo sobre reajuste da energia elétrica, explica deputado
Depois de apresentar um índice com componentes incorretos, propondo um reajuste de 19,35% para a tarifa de energia elétrica, a Enersul foi obrigada p...
Aneel decide no dia 5 de abril tarifa da Enersul, segundo Marquinhos Trad
Durante reunião que discutiu nesta manhã o reajuste anual das tarifas da Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), o deputado estadual Marq...
Enersul revisa pedido e aumento da energia pode chegar a 17.56% em MS
A Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul) revisou o pedido de reajuste da tarifa de energia elétrica e chegou ao índice médio de 17,56%, c...


É MUITO ROUUUUUUUUUUBO ESSE AUMENTO............

É UMA AUTÊNTICA FORMA DE EXPROPRIAR O SUADO DINHEIRO DO CIDADÃO SULMATOGROSSENSE. É UMA IMENSA VERGONHA TAL REAJUSTE TARIFÁRIO.

TRADUZ-SE NA FORMA QUE A ENERSUL CONSEGUIU DE RECUPERAR A MALFADADA DEVOLUÇÃO DAQUILO QUE ELA COBROU INDEVIDAMENTE NO ANO DE 2003. DEVOLUÇÃO ESSA QUE NUNCA PASSOU DE UM FAZ DE CONTA QUE TODO MÊS APARECE NA MINHA FATURA.

DECEPCIONANTE! ENQUANTO O SALÁRIO MÍNIMO TEVE UM REAJUSTE DE QUASE 5%, É MOLE?
 
SERGIO DECA em 01/04/2011 07:35:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions