A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/03/2011 15:56

Enersul errou cálculo sobre reajuste da energia elétrica, explica deputado

Jorge Almoas

Depois de apresentar um índice com componentes incorretos, propondo um reajuste de 19,35% para a tarifa de energia elétrica, a Enersul foi obrigada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) a corrigir o erro, e apresentou hoje um novo percentual, de 17,56%, diz o deputado Marquinhos Trad.

Segundo ele, que está em Brasília e discutiu o assunto com a Aneel, o erro foi apontado durante reunião realizada hoje pela manhã.

“Essa diferença de 1,79 ponto percentual significaria um prejuízo de R$ 25 milhões por mês aos consumidores. Acredito que o índice vá ficar menor, mas não podemos concluir até o dia 5 de abril”, disse Marquinhos, citando a data em que a Aneel se reúne para definir o reajuste.

A data base para o novo valor da tarifa é 7 de abril, com vigor a partir de 8 de abril. Para apontar o erro da Enersul, o deputado mostrou dados em que a receita operacional da empresa cresceu 6,18% (de R$ 315,8 milhões para R$ 365,8 milhões), além do aumento do número de consumidores em 3,62%.

O deputado citou ainda que as empresas que já tiveram reajuste conseguiram percentuais menores. Dentre os pleitos apresentados pelas empresas no Brasil, o da Enersul é o mais alto até agora (19,35%).

Em São Paulo, a CPF – Companhia Leste Paulista, pediu 17,96% ( foi autorizado 16,03 %, pela ANEEL) e a CPFL – Santa Cruz, 14,45%, ( foi autorizado 13,48 % pela ANEEL). A Energisa solicitou 15,56 % (foi autorizado 14,92 % pela ANEEL).

Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
Consumidor terá 30 dias para contratar serviço de esgoto antes de ser multado
Será apresentado às 9h de segunda-feira (18) um termo de parceria entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato ...


Se todos pudessem enviar e-mail para aneel solicitando o balancete da enersul desde a sua privatização até o presente momento, para justificar os gastos deste aumentos abusivos, trazendo assim preocupação com a estabelidade econômica no estado, fugentas empresas que querem instalar com uma carga muita alta de energia e sem contar com as microempresas, terão adptar ou ir embora para outro estado com menor custo energéitco, assim o estado perde arrecadação, todos perdem...
Vamos levantar esta bandeira a todos nesta luta... antes tinhamos um governo que defendiam o povo, hoje não tem ninguém que nos defendemos, a oposição passou a ser governo...
 
elidio vicente pereira filho em 13/04/2011 12:22:49
É dificil entender como as concessionárias de Energia Eletríca nos diversos Estados do Brasil tem conseguido reajustes muito superiores ao da inflação, enquanto o IPCA foi de 6,01% nos últimos doze meses, a ANEEL tem concedido reajustes que variam de 13,48% a 16,03%. O pleito da Enersul é pior ainda, chega ao patamar de 19,35% e com muito debate está agora em 17,56%. Se os custos das empresas, em sua maioria sobem pela média de inflação, como que justifica os custos das Concessionárias subirem em patamares de três vezes à inflação, pois um pedido de aumento de 19,35% representa um percentual de 12,58% acima da variação do IPCA. O que justificaria um aumento absurdo como esse? Seria os custos de geração de energia? de transmissão? de distribuição? investimentos em qualidade dos serviços prestados? Acho que não, pois esses custos devem estarem se comportando dentro dos patamares da inflação. O decréscimo de 19,35% para 17,56% ainda é muito pouco. Qual é a relação da ANEEL com as Concessionárias para conceder aumentos tão absurdos penalizando os consumidores e as industrias. Tem coisa errada , vamos comparar: o reajuste da tabela do Imposto de Renda será de 4,5%; o reajuste do Salário Mínimo foi de 6,86%. Está na hora de este país ser moralizado, as Assembleías Legislativa dos diversos Estados da Federação, a Camara Federal e o Senado precisa abrir uma CPI para investigar a relação da ANEEL com as Concessionárias do Setor Elétrico, pois somente a ANEEL não consegue ver que os pedidos de reajustes estão muito fora da realidade econômica.
 
Josue Kazuo Nishimura em 26/03/2011 11:11:06
Realmente Maquinho é um dos poucos deputados que vai contra essa máfia que é a empresa de energia,aguas guariroba e as empresas de tranporte coletivos que mandam e desmandam em campo grande a muito tempo e impõe os TARIFAÇOS que querem.
 
maria ferreira da silva em 26/03/2011 09:15:41
parabens deputado marquinhos,por lutar pelo povo do ms.a respeito do aumento de energia eletrica,mais senhor nobre deputado poderia olhar outro produto que sobe toda semana que a gasolina.isto esta parecendo cartel do combustivel.
 
carlos pinzan em 26/03/2011 09:06:47
SE TODOS OS GOVERNANTES LUTASSE PELOS INTERESSES DO POVO COMO ESSE , TERÍAMOS, PELO MENOS UMA CAMPO GRANDE MELHOR, PARABÉNS MARQUINHOS TRAD.
 
kelly cristina em 26/03/2011 07:50:06
É dificil entender como as concessionárias de Energia Eletríca nos diversos Estados do Brasil tem conseguido reajustes muito superiores ao da inflação, enquanto o IPCA foi de 6,01% nos últimos doze meses, a ANEEL tem concedido reajustes que variam de 13,48% a 16,03%. O pleito da Enersul é pior ainda, chega ao patamar de 19,35% e com muito debate está agora em 17,56%. Se os custos das empresas, em sua maioria sobem pela média de inflação, como que justifica os custos das Concessionárias subirem em patamares de três vezes à inflação, pois um pedido de aumento de 19,35% representa um percentual de 12,58% acima da variação do IPCA. O que justificaria um aumento absurdo como esse? Seria os custos de geração de energia? de transmissão? de distribuição? investimentos em qualidade dos serviços prestados? Acho que não, pois esses custos devem estarem se comportando dentro dos patamares da inflação. O decréscimo de 19,35% para 17,56% ainda é muito pouco. Qual é a relação da ANEEL com as Concessionárias para conceder aumentos tão absurdos penalizando os consumidores e as industrias. Tem coisa errada , vamos comparar: o reajuste da tabela do Imposto de Renda será de 4,5%; o reajuste do Salário Mínimo foi de 6,86%. Está na hora de este país ser moralizado, as Assembleías Legislativa dos diversos Estados da Federação, a Camara Federal e o Senado precisa abrir uma CPI para investigar a relação da ANEEL com as Concessionárias do Setor Elétrico, pois somente a ANEEL não consegue ver que os pedidos de reajustes estão muito fora da realidade econômica.
 
Josue Kazuo Nishimura em 26/03/2011 05:13:20
Precisamos de pessoas comprometidas com nosso Estado, como tem feito o nobre deputado Marcos trad. Depois que a Enersul foi vendida para o grupo rede Energia, este tem sucateado literalmente a Empresa que é do nosso Estado, basta estar atento aos editais de leilões, e verificar também o método de renovação da frota de veículos. Alguem precisa fazer alguma coisa, para barrar esta fome ferrenha por lucro como vem fazendo este grupo
 
lucas menezes carneiro em 25/03/2011 10:28:49
Parabens Deputado, quanto a enersul privatizada, sem concorrentes e sempre querendo trucidar os consumidores, ja nao e sem tempo de a Agencia ::reguladora, o ;governo ou seja la quem for, tomar medidas drasticas inclusive cassando a concessao
 
alberto benedito da silva em 25/03/2011 08:17:23
Enquanto os salários estão sendo reajustado, NO MÁAAXIMOOOOOO, em torno de 6%, a ENERSUL pede mais de 19% de rajuste, sem ter devolvido os mais de 23% que ela cobrou por cerca de 5 anos!?!!!!!!!!!??????????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!???????????????
Isso não é reajuste é uma verdadeira EXPOLIAÇÃO, isso que dá o MONOPÓLIO PRIVADO; e tudo com o beneplácito da ANELL.
 
DIONISIO FURUSE em 25/03/2011 06:56:21
.Olhando no corpo da conta de luz, notamos que a energia é barata cara é os impostos e abrigações exemplo pela minha conta: Valor da energia,R$,59.22 o restante para chegar ao valor total da conta de R$.223,40 torna-se abusivo-valores como DISTRIBUIÇÃO, R$.61,98 ENCARGOS SETORIAIS R$ 18,32 TRANMISSÃO R$10,22 TRIBUTOS R$.45,64 E ainda pagamos a luz da RUA QUANDO ás vezes nem lampada tem +R$28,02 porque não se faz igual à água que cobra mesmo caro os seus 70% em cima do comsumo Faturado na conta mensal, seria talves mais justo para o bolso do usuário de energia elétrica evitando assim os (Gatos ou Gambiarras frequentes) que acontecem sem que a empreza consiga controlar, em resumo a energia ficaria mais barata evitaria o furto da mesma e a ENERSUL faturaria mais para os seus cofres pois mo meu ponto de vista acabaria em 80 a 90 % a de quantidade de furtos da referida energia.
 
Fernando Tarley Ramos de Sousa em 25/03/2011 06:28:20
Engraçado que erram sempre a favor deles, nunca a favor do contribuinte .
 
Geane Cintra em 25/03/2011 05:32:35
Obrigado, a cada dia confirmo a certeza do voto que lhe dei em 2010. Precisamos de homem sérios no poder, pois so assim da Davi Continuara vencendo Golias!
 
Mario Martins em 25/03/2011 05:25:56
Isso me faz lembrar aquela musica "Se todos fossem Iguais a você" ..... Que maravilha viver.... Existiria a verdade, verdade que ninguém vê ........ Se todos fossem no mundo iguais a você".... Parabéns seu trabalho mostra que brigar legitimamente por qualquer 1% pode valer alguns milhões. Mesmo que só nunca desista!!!!
 
Ayma Ali Massar em 25/03/2011 05:16:53
São de homens assim que o Brasil precisa, mesmo sendo voz solitária e contrária aos interesses de "alguns poderosos" o Deputado Marquinhos Trad se posiciona e defende os interesses dos cidadãos de Mato Grosso do Sul.
 
Carlos Alberto Silva em 25/03/2011 04:55:06
Valeu!!!!!!! Marquinhos Trad, por sua luta em favor do povo sul-matogrossense, vc sim honra os votos conquistado. Se tivessemos mais tres deputados igual à vc, não precissariamos de mais vinte.
 
nilo oliveira em 25/03/2011 04:24:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions