A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/07/2013 11:32

Após bater recorde de 38 anos, onda de frio não deve se repetir em MS

Viviane Oliveira
Campo-grandense enfrentará tempo seco e quente em agosto. (Foto: Marcos Ermínio)Campo-grandense enfrentará tempo seco e quente em agosto. (Foto: Marcos Ermínio)

Uma boa notícia para quem não gosta de frio. Depois de cinco dias de temperaturas baixas e de geadas em 11 municípios do sul do Estado, os termômetros começam a subir na próxima semana em Mato Grosso do Sul. De acordo com o Cemtec (Centro de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos), há 38 anos não fazia um inverno tão intenso, com sensação térmica de -10º C, quanto ao deste ano.

Em compensação, a umidade do ar, por conta da escassez de chuva, começa a cair e pode ficar entre 22% a 25% no Centro e Oeste do Estado. A organização Mundial da Saúde considera como ideal a umidade acima de 60% e considera estado de atenção, quando a umidade cai abaixo de 30%.

Conforme a meteorologista do Cemtec, Cátia Braga, a última semana de julho deve ser com temperaturas mais agradáveis sem possibilidade de chuva. O sol irá predominar durante todo o dia com pouca nebulosidade em todo Estado. Já na Capital, os termômetros devem registrar a máxima de 23ºC.

Portanto agosto, mês que o vento sopra forte e de poeira, começa quente com temperaturas em torno de 30ºC a 32ºC, no entanto, há uma possibilidade de uma nova frente fria depois do dia 9, mas não com a mesma intensidade que foi registrada na semana passada. “Esse frio desse gabarito não vai ter mais este ano”, diz Cátia.

O frio do dia 21 a 25 deste mês foi tanto em algumas regiões, que em seis municípios registraram a chuva congelada: Amambai, Paranhos, Juti, Jateí, Costa Rica e Figueirão, isso ocorre quando o líquido chega no solo e logo congela. Apesar de parecer, não se trata de neve.

Segundo dados da Uniderp/Anhanguera, 11 municípios registraram geada, com classificação de leve a moderada: Itaporã, Dourados, Maracaju, Ponta Porã, Antônio João, Ivinhema, Angélica, Itaquiraí, Juti, Jateí e Chapadão do Sul. Em Ponta Porã também foi registrado nevoeiro.

Em Anhanduí, distrito de Campo Grande, o proprietário de uma estância afirma que filhotes de leitão amanheceram mortos de quarta para quinta-feira por causa do frio. Na Capital, o frio foi de 4ºC, mas com sensação térmica, temperatura que o corpo sente por causa do vento, de 10ºC negativo.

Capital vai sofrer, agora, com a baixa umidade relativa do ar (Foto: Marcos Ermínio)Capital vai sofrer, agora, com a baixa umidade relativa do ar (Foto: Marcos Ermínio)
Nova frente fria deve mudar o tempo só a partir de 9 de agosto (Foto: Marcos Ermínio)Nova frente fria deve mudar o tempo só a partir de 9 de agosto (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions