A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

01/05/2009 17:33

Autoridades de Sidrolândia pedem mais segurança à Sejusp

Redação

Em dez anos, a população de Sidrolândia cresceu 125%, de 20 mil para 45 mil habitantes, sendo que os indicadores de violência aumentaram na mesma proporção, mas a estrutura de segurança não acompanhou. O número de boletins de ocorrência, por exemplo, cresceu 535%, passou de 351 para 2.232 só no ano passado.

Essas estatísticas motivaram a Câmara de Vereadores da cidade, instituições como a maçonaria e a subsecção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), a cobrar da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) um reforço no efetivo e substituição, além do aumento das viaturas do destacamento da PM (Polícia Militar) e da Delegacia de Polícia Civil.

De acordo com o delegado Edson Hernandes Pigosso, estatísticas recentes revelaram que o efetivo policial de 1998, que era de 10 policiais civis e 16 militares, se mantém até hoje. A estrutura está tão precária, que a cidade dispõe atualmente de apenas seis viaturas a disposição das duas forças policiais.

A quantidade de inquéritos policiais instaurados também apresentou evolução significativa de 625%, de 28 para 202 e os procedimentos do Juizado Especial evoluíram em 364%, passando de 145 para 664 no ano passado.

Outra situação que limita a atuação da policial é que os agentes também são responsáveis pela carceragem. A delegacia tem celas com capacidade para 24 presos e abriga hoje 65, sendo 35 detentos em regime fechado e outros 30 cumprindo pena no aberto e semi-aberto. Neste ano, no mês de março, houve uma rebelião que só foi contornada com a transferência de alguns presos para Campo Grande.

Para o delegado, o mais importante, no momento, é realmente o reforço do efetivo policial. Ele explica que a Comarca de Sidrolândia deverá receber em breve o terceiro juiz, enquanto apenas um delegado é que conduz os inquéritos.

A presidente da Câmara de Vereadores de Sidrolândia, vereadora Rosângela Rodrigues (PMDB), comenta que cidades com praticamente metade da população de Sidrolândia, como é o caso de Fátima do Sul, tem o dobro do efetivo e até delegacias especializadas, como a de atendimento à violência contra a mulher. O problema das drogas também merece atenção da Sejusp, conforme a parlamentar, já que, atualmente, a cidade é cortada pela rodovia MS-060, apontada pela polícia como corredor do tráfico de entorpecentes.

Para amenizar a situação, o vereador Di Cezar (PSDB) recebeu correspondência do deputado estadual Reinaldo Azambuja, em que o parlamentar tucano confirma que duas viaturas deverão ser enviadas nos próximos dias para o destacamento da PM na cidade.

Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions