A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/09/2013 20:08

Bancários aprovam greve por tempo indeterminado em 27 cidades de MS

Vinícius Squinelo
Em Campo Grande, a greve foi aprovada com ampla maioria (foto: João Garrigó)Em Campo Grande, a greve foi aprovada com ampla maioria (foto: João Garrigó)

Os bancários de Campo Grande e Dourados aprovaram o início de greve por tempo indeterminado a partir da próxima quinta-feira (19). A classe reivindica melhores condições de emprego, fim das demissões e da terceirização, além da contratação de novos funcionários.

Juntos, os sindicatos da Capital e Dourados representam 27 cidades de Mato Grosso do Sul.

Em Campo Grande, de 90 bancários presentes em assembleia na noite de hoje (12), apenas oito votaram contra a greve.

“O foco deste ano é o emprego em si, queremos o fim das demissões, mais contratações e a diminuição da terceirização”, relatou Iaci Azamor, presidente do Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região.

Segundo Iaci, o problema é crônico, e atinge bancos públicos e privados. “Para ter uma ideia, a Caixa abre agências com apenas cinco funcionários”, explicou. A classe também reivindica um reajuste salarial de 11,93%.

No Sul do Estado, reunidos em assembleia geral, os bancários do Sindicato de Dourados e Região também foram favoráveis à greve. A decisão teve apoio de mais de 80% dos bancários presentes na sede do sindicato e abrange, além de Dourados, os municípios de Caarapó, Juty, Fátima do Sul, Vicentina, Jatei, Glória de Dourados, Deodápolis, Itaporã, Douradina, Maracaju, Rio Brilhante e Nova Alvorada do Sul.

Sem acordo sobre a campanha salarial, o anúncio da greve é a forma de pressionar a Federação Nacional de Bancos. Até agora, os banqueiros apresentaram proposta de reajuste linear para salários, pisos e benefícios de 6,1%. O índice não repõe nem a inflação do período, projetada em 6,6% pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). A proposta passa longe da reivindicação dos trabalhadores que pedem 11,93%, sendo 5% de aumento real.

No dia 18, a categoria realiza novas assembleias em todo o País, dessa vez com o objetivo de organizar a greve.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


As pessoas deveriam pensar antes d fazer comentários sobre qualquer categoria q decida fazer greve, principalmente se já teve tal profissão, a constituição permite a greve desde q os grevistas façam o atendimento mínimo, o q acredito os bancários irão fazer. Eu já fui bancário, mudei d profissão e hoje sou muito bem resolvido em meu trabalho, porém sei muito bem o q os bancários passam, a tensão, a pressão dos Gerentes, a todo momento você tem q vender produtos, cumprir metas e ainda ter q aguentar muitos clientes mal humorados, sem educação, Patrões (Banqueiros), q só visam lucro, lucro, lucro, e por ai vai..... As vezes não mudamos d profissão porque GOSTAMOS DO Q FAZEMOS, mesmo c todas essas tempestades do dia a dia, e a greve é sim um instrumento LEGAL pra pressionar o Patrão
 
Eduardo Marques em 13/09/2013 15:56:06
Não sou bancário, mas, me solidarizo com as reinvidicações da categoria, afinal, todos nós somos usuários dos serviços bancários, quanto ao comentário do "Sr." Willian Gomes Justi, voçê deve ser banqueiro ou filho de dono de banco pra fazer um comentário tão desprovido da realidade assim.
 
Kleber Mallagolli em 13/09/2013 15:12:30
Não concordo com essas greves que acabam prejudicando o correntista. Na hora que a gente procura por um atendimento eles "trabalham para o banco" em desfavor do cliente e agora prejudica mais uma vez, portanto, sou contra, já que eles trabalharam em favor do banco, que se virem com o banco sem prejudicar a população.
 
Samuel Aguiar em 13/09/2013 13:13:14
Meu Deus do Céu, os bancários são a classe mais folgada do mundo, o correto era as instituições demitirem todo mundo e contratar pessoas que queiram trabalhar, todo ano agora a população vai sofrer por que eles nunca estão satisfeitos, trabalhem corretamente que não precisa terceirizar.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 13/09/2013 08:58:09
Mais uma vez o povão vai pagar com a greve dos bancários,como nós usuários podemos apoiar as várias reivindicações que eles exigem nos prejudicando sem o serviço?
 
marcos cesar em 12/09/2013 23:19:16
Putz, deve ser a terceira greve em 1 ano! Eu nunca vi nenhum bancário trabalhando em ambientes insalubres ou sem carteira assinada. Entao, quem quer ganhar mais, que se qualifique mais e procure outro trabalho!
 
Willian Gomes Justi em 12/09/2013 21:00:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions