A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

26/09/2011 09:25

Bancários podem entrar de greve nesta terça-feira; 20% das agências fecham na Capital

Vinícius Squinelo
Bancários de Campo Grande e região rejeitaram a proposta dos bancos em Assembleia Geral (foto: Sindicato dos Bancários)Bancários de Campo Grande e região rejeitaram a proposta dos bancos em Assembleia Geral (foto: Sindicato dos Bancários)

Sem avanços na negociação com os banqueiros, os bancários de todo o Brasil devem parar por tempo indeterminado já a partir desta terça-feira. Sindicatos dos trabalhadores e a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) não conseguem se acertar sobre o reajuste anual da classe.

Os bancários reivindicam 12,8% de reajuste salarial, o que cobre a inflação e daria 5% de aumento real, enquanto a Fenaban ofereceu um máximo de 8% de aumento.

Com o impasse, sindicatos dos bancários de todo o país já anunciaram a paralisação ou estão prestes ingressar no movimento. No Mato Grosso do Sul, o Sindicato dos Bancários de Campo Grande e Região rejeitou, por unanimidade da classe, a proposta dos bancos e já decidiu, em Assembleia Geral, indicativo de greve para esta terça-feira.

Para a presidente do sindicato em Campo Grande, Iaci Terezinha Azamor, o índice de 8% significa um aumento real de apenas 0,56%. "Este índice não contempla a valorização do piso da categoria e não aumenta a participação nos lucros e resultados dos bancos", afirmou Iaci.

Segundo o sindicato, em Campo Grande deverão ser fechadas, inicialmente, 20% das agências bancárias, em especial as localizadas no centro da cidade.

Também em Dourados e Região, o sindicato aprovou a paralisação última quinta-feira, em Assembleia Geral.

A paralisação dos bancários no ano passado foi a maior dos últimos 20 anos, com a maioria das agências paradas em todo o país. Em Dourados, por exemplo, nenhuma agência abriu durante todo o período da greve.

Selecionados do Fies com inscrição postergada devem completar dados
Termina hoje (17) o prazo para os estudantes pré-selecionados em processos anteriores do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que tiveram a insc...
Propaganda eleitoral paga na internet terá que ser identificada
Com o começo oficial da campanha eleitoral, teve início também a divulgação de publicidade voltada à disputa de outubro. Além dos tradicionais anúnci...
Ninguém acerta a Mega-Sena que acumula e vai pagar até R$ 23 milhões no sábado
A Mega-Sena voltou a acumular no concurso 2069, sorteado nesta quinta-feira (16) e que para o sábado (18) está valendo R$ 23 milhões. O sorteio foi r...


Completamente apoioado com o colega acima, exitem hoje no Brasil poucos funcionarios nos bancos não só no Banco do Brasil mas tambem nos bancos privados, que ganham uma miseria, unico jeito acessivel para a mudança e legal é a greve, o complicado é não conseguir a negociação.
 
Maycon Heck em 27/09/2011 07:16:06
Realmente é uma vergonha o aumento que os banqueiros oferecem, até o salário mínimo tem um reajuste maior.
Os bancos lucram bilhões todos os anos e tratam cada vez pior os seus clientes e remuneram mal seus funcionários.
Vá a uma agência do Banco do Brasil por exemplo, há muitos clientes que esperam muito para serem atendidos e poucos funcionários ganhando uma verdadeira miséria.
 
Antonio Carlos Pereira em 26/09/2011 09:10:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions