A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/06/2008 15:13

Bloqueadas 40 mil CNHs vendidas por quadrilha de SP

Redação

Quarenta mil CNHs (Carteira Nacional de Habilitação) estão bloqueadas desde o ano passado suspeitas de terem sido adquiridas através do esquema que envolvia 17 auto-escolas da grande São Paulo e o Ciretran ( do município de Ferraz de Vasconcelos.

A investigação que resultou no bloqueio dos documentos e na operação Carta Branca, desenvolvida nesta terça-feira pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), MPE (Ministério Público Estadual) e Corregedoria da Polícia Civil, teve início há dois anos em Mato Grosso do Sul.

A PRF desconfiou da grande quantidade de CNHs emitidas em São Paulo apresentadas aqui no Estado e denunciou ao MPE que verificou que havia irregularidades. O MPE de São Paulo continuou a investigação que resultou em 21 mandados de prisão e 25 mandados de busca e apreensão.

Os documentos eram feitos com papel original e emitidos sem a realização dos procedimentos regulares e legais, e por isso médicos e psicólogos foram presos, assim como empresários, investigadores e delegados de Polícia Civil. O ex-diretor do Ciretran de Ferraz de Vasconcelos também foi preso.

A quadrilha tinha até moldes de silicone que eram usados para forjar impressão digital. O preço da CNH variava entre R$ 1,5 mil e R$ 2,5 mil. O documento era vendido para vários Estados, entre eles Mato Grosso do Sul.

A PRF empregou na operação 70 viaturas e mais de 200 agentes. As pessoas detidas e os bens de apreensão foram encaminhados para a Corregedoria de Polícia Civil em São Paulo,

Todos os mandados foram acompanhados por mais de 20 promotores públicos e agentes da corregedoria da Polícia Civil. O MPE irá agora analisar os documentos apreendidos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions