A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/02/2013 17:01

Bombeiros, Polícia e prefeituras vão fiscalizar juntos segurança em boates

Gabriel Neris e Helton Verão
Delegados Takeshita e Razanauskas formalizaram integração nesta segunda-feira (Foto: Luciano Muta)Delegados Takeshita e Razanauskas formalizaram integração nesta segunda-feira (Foto: Luciano Muta)

Foi anunciada na tarde desta segunda-feira (4), em Campo Grande, que vai ser feito um esforço conjunto entre Corpo de Bombeiros, Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social), Polícia Civil e órgãos das prefeituras para fiscalizar bares, restaurantes, boates e hotéis de todo Mato Grosso do Sul. O delegado-geral da Polícia Civil, Jorge Razanauskas Neto, prometeu tolerância zero e disse que o dono do estabelecimento será responsabilizado criminalmente se não cumprir as determinações.

Razanauskas comentou durante entrevista coletiva que faltava comunicação para vistoriar os locais. “Muitas vezes os bombeiros já haviam visitado o estabelecimento, só que não comunicavam a Polícia Civil e Deops, ou vice-versa. Qualquer e toda a integração é essencial a esse trabalho de avaliar a qualidade das casas”.

Conforme o delegado titular da Deops, Marcos Takeshita, a fiscalização pedirá alvarás da Prefeitura, licença sanitária (emitida pela Secretaria Municipal de Saúde), Corpo de Bombeiros, Deops, Secretaria de Meio Ambiente e de segurança privada. Em caso de não cumprimento, o proprietário poderá responder por desobediência e levar perigo a terceiros.

Durante a entrevista coletiva também foi determinada que os estabelecimentos que não atenderem as normas, não abrirão se oferecerem riscos a segurança dos clientes e não haverá prazo estendido.

Takeshita também comentou que as denúncias anônimas serão aceitas e não haverá mais lista divulgada com os nomes dos locais que funcionam irregularmente, para pegar os donos de surpresa. Segundo Razanauskas, os bombeiros farão a fiscalização durante o dia e a Polícia Civil atuará nos horários de funcionamento dos estabelecimentos. “Se trata de uma força tarefa. O foco é dar segurança as pessoas”, disse o delegado-geral da Polícia Civil.

A fiscalização é resultado da tragédia que matou 237 pessoas na boate Kiss, em Santa Maria (RS) na madrugada do último dia 27. O incêndio iniciou no palco do local onde se apresentava a banda Gurizada Fandangueira. O show contava com uma exibição pirotécnica e o fogo tomou conta rapidamente do local.

Houve tumulto e desespero para sair do local. Três estudantes de Mato Grosso do Sul morreram no incêndio: Ana Paula Rodrigues, de 20 anos, David Santiago Souza, de 23, e Flávia de Carli Magalhães, de 18.



Uma simples opinião 3/3.
Infelizmente tem que ocorrer catástrofes para que sejam tomadas certas atitudes, na minha santa ignorância sempre achei que a prevenção, a orientação e a fiscalização correta seria uma das melhores maneiras de prevenir acidentes, mesmo sabendo que com a maior e melhor das prevenções, acidentes acontecerem, mas com risco controlado acontecem acidentes e não catástrofes.
Lembramos ainda que, devemos orar muito pelas famílias que perderam entes queridos e amigos, e oram ainda mais para que cada um assuma seu verdadeiro papel na sociedade....para tornarmos mais fortes como pessoas e sociedade. Uma simples Opinião.
 
João M Ribeiro em 05/02/2013 10:51:27
Uma simples opinião 2/3.
Onde você trabalha, é possível identificar com facilidade as saídas de emergência e as rotas de fuga, tem rota de fuga, sua empresa alguma vez chamou algum profissional do Corpo de bombeiros para ministrar palestras de instrução e orientação? Você já verificou se na sua empresa (dependendo do porte) ou no seu órgão existe em local visível e de fácil acesso um desfibrilador, uma maca, cadeira de rodas, seguindo as orientações e normas? No seu órgão de trabalho as pessoas utilizam EPIs de uso individual e coletivo, os locais de risco são bem sinalizados?
 
João M Ribeiro em 05/02/2013 10:50:33
Uma simples opinião.
Toda medida até agora parece ser uma retaliação, do que antes deveria ser uma prevenção.
Gostaria que todos, a sociedade civil organizada, as autoridades competentes e os órgão de fiscalização apenas cumprissem o seu papel......com isto muitas das ‘catástrofes anunciadas’ seriam ou poderia ser mitigadas, pois não sabemos de tudo, somente Deus tem esse poder, porém Deus com sua sabedoria nossas permite estudas, aprender, avaliar e propor medidas seguras para cada situação...
Vamos rever alguns aspectos, por exemplo, no órgão ou empresa onde você trabalha tem sistema de Proteção Contra Incêndio e Pânico? Você na sua empresa ou no órgão onde trabalha alguma vez recebeu treinamento contra incêndio e pânico? Você sabe como utilizar um extintor corretamente? parte1/3.
 
João M Ribeiro em 05/02/2013 10:49:09
É uma pena que neste país as nossas "autoridades" públicas trabalhem apenas após uma tragédia acontecer. Temos que atuar na prevenção, através de PLANEJAMENTO. Aliás, esta é uma palavra de grande importância para qualquer atividade realizada. Deve ser considerada um princípio. Pena que ela é desconhecida pelo serviço público.
 
Marcos Maia Neto em 05/02/2013 09:02:36
SÓ SE FOR EM CAMPO GRANDE,PORQUE EM PONTA PORÃ A POLICIA CIVIL,NÃO TEM EFETIVO NEM PARA SAIR NA RUA PARA PRENDER LADRÃO. QUANTO MAIS PARA FISCALIZAR BOATES.
 
PAULO MARQUES em 04/02/2013 22:59:54
O que os bombeiros do administrativo faziam até agora? NADA!?
 
Juca Vale em 04/02/2013 18:46:05
INDEPENDENTE DE TRABALHAREM JUNTOS OU NÃO, A LICENÇA PRINCIPAL É DA PREFEITURA, QUE NÃO PODER POR FORMA NENHUMA, COMO ACONTECEU ESSE FINAL DE SEMANA, ONDE UMA LIMINAR JUDICIAL, SOBREPÔS A PROIBIÇÃO DA PREFEITURA, ISSO É IMPOSSÍVEL, POIS SENDO ASSIM, NÃO PRECISAMOS MAIS DE LEGISLADORES, BASTA O EXECUTIVO E JUDICIÁRIO, ENTÃO, A OPERAÇÃO EM CONJUNTO É JUSTA, MAS AS POSTURA MUNICIPAIS TERÁ QUE SOBREPOR QUAISQUER NORMAS EM SUA JURISDIÇÃO, E REALMENTE ESTA PRECISANDO, VER OS PODERES TRABALHAREM, ANTES QUE O POVO MORRA, QUE DEUS ABENÇOE OS PODERES BRASILEIRO.
 
PEDRO ANTUNES BRAGA em 04/02/2013 17:55:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions