A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/04/2016 09:58

Dia D tem fila imensa e corrida por vacina contra a gripe na Capital

Aline dos Santos e Ricardo Campos Jr
Vacinação começou às 8h na praça Ary Coelho. (Foto: Alcides Neto)Vacinação começou às 8h na praça Ary Coelho. (Foto: Alcides Neto)

A corrida pela vacina contra a gripe surpreendeu tanto quem procurou pelo serviço quanto a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) no começo deste sábado, Dia D da campanha, em Campo Grande.

No posto volante montado na praça Ary Coelho, 200 doses foram aplicadas em uma hora. Conforme os outros anos, a expectativa é aplicar de 1.500 a 3 mil doses no posto de vacinação montado na praça. Mas, a surpresa foi a grande concentração logo no primeiro horário.

“O movimento está maior do que o esperado. Acredito que tem mais procura por conta dos casos noticiados”, afirma Cristiane Correa Braz, da Sesau. Com a fila imensa, será pedido reforço de pessoal e também mais doses. A equipe tem sete pessoas, com enfermeiros, técnicos e administrativos responsáveis pelo cadastro.

Com medo da doença, que já provocou cinco mortes neste ano no Estado, as pessoas enfrentam o vento frio.

“Com esse frio, achei que a fila estaria menor. Mas também com essa onda de gripe, o povo está perto”, diz a aposentada Nair Urias Coelho, 77 anos. Ela era a última da fila, mas, rapidamente, o público cresceu. Ela tem receio de ficar sem a vacina. “Espero que tenha. É duro ficar nessa fila e perder viagem”, afirma.

No  posto Tiradentes, fila para se vacinar contra a gripe.  (Foto: Alcides Neto)No posto Tiradentes, fila para se vacinar contra a gripe. (Foto: Alcides Neto)

A dona de casa Joanita Carvalho Brandão, 60 anos, relata que no ano passado a fila foi bem menor. “Eu acho que as pessoas estão mais conscientizadas. Perderam o medo da vacina e estão vacinando com medo da gripe”, diz.

Ana Paula Ortiz, 22 anos, levou a filha para ser imunizada e também se surpreendeu com a fila imensa. “Mas acredito que por ser o primeiro dia, vai ter doses suficientes”, afirma. Lana Isabelle, 22 anos, também esperava menos pessoas logo no começo da manhã de sábado. “Acho que o frio lembra gripe”, afirma a jovem.

No posto de saúde do bairro Tiradentes, o cenário também é de filas. “Não esperava essa fila imensa. Acho que é por causa do frio e dos casos noticiados”, conta Marta de Jesus Amorim, 31 anos, que levou a filha de dois ano para vacinar. No Tiradentes, são duas salas de vacinação. Uma no CRS (Centro Regional de Saúde), onde a fila tem 150 pessoas. E outra na UBS (Unidade Básica de Saúde), que funciona ao lado. No último local, a fila é menor, mas foram aplicadas cem doses logo no começo da campanha.

Alvo - A imunização gratuita é para idosos acima de 60 anos, crianças com idade inferior a cinco anos, pessoas com doenças crônicas, gestantes e mulheres até 45 dias após o parto. A estimativa é que 186.800 pessoas sejam imunizadas até 20 de maio na Capital.

Neste sábado, são 86 pontos de vacinação, sendo 16 volantes. O serviço será oferecido nos shoppings Pátio Central, Norte Sul Plaza, Campo Grande, Bosque dos Ipês; rede de supermercados Comper, Extra e Atacadão.

Cuidados - Além da vacinação, a população deve adotar ações de higiene, como lavar sempre as mãos, evitar locais com aglomeração de pessoas que facilitam a transmissão de doenças respiratórias, cobrir a boca com o braço ao tossir ou espirrar, utilizar álcool gel nas mãos e, caso julgue necessário, utilizar máscara de proteção.

 

Para Nair Coelho, população está esperta com a gripe.  (Foto: Alcides Neto)Para Nair Coelho, população está "esperta" com a gripe. (Foto: Alcides Neto)
Marta  foi ao posto do bairro Tiradentes e se surpreendeu com a fila. (Foto: Alcides Neto)Marta foi ao posto do bairro Tiradentes e se surpreendeu com a fila. (Foto: Alcides Neto)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions