A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

22/05/2016 09:32

Eletrônicos atraem raios e devem ser desligados em caso de temporal

Viviane Oliveira
Parte da parede e da cama foram atingidos pela descarga elétrica. (Foto: Fernando Antunes) Parte da parede e da cama foram atingidos pela descarga elétrica. (Foto: Fernando Antunes)

Na última semana, o caso de uma família que ficou ferida após ter a casa atingida por raio em Campo Grande chamou a atenção das pessoas, que com certeza, se perguntaram: o que fazer para evitar ser vítima de descarga elétrica dentro do imóvel. Na sexta, novamente ocorreu problema semelhantes, 10 casas tiveram equipamentos queimados no Rita Vieira por conta de raio.

O professor de Geofísica espacial da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Widinei Alves Fernandes, explica que não tem como falar sobre o caso especifico que ocorreu na Capital, pois uma perícia teria que ser feita na casa para descobrir o caminho que o raio fez até atingir a família. “Foi um caso raro e para saber o que houve precisa de uma analise no local”, diz.

No entanto, o professor alerta que durante uma tempestade, todos equipamentos eletrônicos devem ser retirados da tomada para evitar atrair a descarga elétrica. “Antes se desligava tudo para evitar a queima dos equipamentos, o que diminuía a chance de alguém ser atingido dentro de casa”, afirma.

Aparelhos como notebook, secador de cabelo, chapinha, celular nunca devem ser utilizados durante tempestade se estiverem conectados à tomada, pois a descarga elétrica pode atingir uma pessoa por meio desses eletrônicos.

Susto - Na noite de terça-feira (10), três pessoas, entre elas um bebê de 9 meses, tiveram queimaduras após a casa ser atingida por raio. O caso aconteceu na Rua Travessa Marques de Barbacena, no Bairro Los Angeles. Além de ter ferido a família, a descarga elétrica partiu uma viga, quebrou telhas, comprometeu a fiação elétrica da residência, queimou televisão, que estava ligada, e ventilador. Os três tiveram ferimentos leves. 

Mortes - Conforme o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Campo Grande ocupa a terceira posição entre as cidades com mais mortes por raios nos últimos 15 anos. Foram 11 vítimas, ficando atrás somente de Manaus, com 22 vítimas e São Paulo com 26 mortes por causa dos raios. No País, 50 milhões de raios caem todos os anos e 25% das mortes ocorridas são em área rural, 19% dentro de casa e 11% próximo a veículo.

Homem de 30 anos é esfaqueado e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (12), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions