ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, QUARTA  25    CAMPO GRANDE 23º

Capital

"Oferecemos emprego e eles não querem”, diz prefeito sobre moradores sob ponte

Barragem será construída embaixo de estrutura localizada na Avenida Manoel da Costa Lima para evitar novos acampamentos

Por Tainá Jara | 15/10/2019 17:36
Intervenções para construção de barragem embaixo de pontilhão da Avenida Ernesto Geisel (Foto: Henrique Kawaminami)
Intervenções para construção de barragem embaixo de pontilhão da Avenida Ernesto Geisel (Foto: Henrique Kawaminami)

O prefeito Marcos Trad culpou as esmolas pela recusa dos sem tetos abrigados sob o pontilhão localizado no cruzamento da Avenida Manoel da Costa Lima com Avenida Ernesto Geisel, em Campo Grande, em deixar o local. A prefeitura anunciou a construção de uma barreira embaixo da estrutura para evitar novos acampamentos no local.

“O acolhimento é bem melhor do que a rua. Lá nas unidades de acolhimento, eles não querem [ficar]. Por quê? Porque eles faturam ali. Se você ficar ali parado no sinaleiro no mínimo você vai tirar de cinco a dez reais ao dia. Dá R$ 1.500 por mês”, explicou o prefeito.

Em agenda pública realizada na tarde desta terça-feira, o prefeito ainda detalhou que alguns utilizam cartazes dizendo que são venezuelanos para arrecadar mais dinheiro. “A gente oferece emprego e eles não querem”, afirmou.

Conforme a SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), foram feitas 38 visitas aos moradores de rua abrigados no pontilhão para acolhimento. Em todas as tentativas, eles recusaram atendimento. “Eu não posso obrigá-los e se pudesse, eu não faria isso”, garantiu o prefeito.

Equipes da infraestrutura municipal estiveram no local na manhã desta segunda-feira e começaram a preparar o local para as intervenções. Famílias ainda estavam abrigadas sob a estrutura e tiveram os pertences colocados em um caminhão por equipes da Sas (Secretaria Municipal de Assistência Social).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário