ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  02    CAMPO GRANDE 27º

Capital

"A família está abalada", diz sogro de rapaz que está desaparecido

Por Nadyenka Castro e Francisco Júnior | 27/01/2012 10:12

No local onde a motocicleta do genro foi encontrada, o técnico de informática Alexandre Campos, 40 anos, diz que ele e os demais parentes acreditam que seja Milton Teixeira Júnior, 21 anos, quem caiu no bueiro. Bombeiros fazem busca por 15 quilômetros do rio Anhanduizinho

Alexandre, sogro de Milton, rapaz que está desaparecido, disse que a família acredita que é o jovem o motociclista que caiu no bueiro. (Foto: Marlon Ganassin)
Alexandre, sogro de Milton, rapaz que está desaparecido, disse que a família acredita que é o jovem o motociclista que caiu no bueiro. (Foto: Marlon Ganassin)
Uma fita foi colocada para demarcar o bueiro que não tem proteção nenhuma. (Foto: Marlon Ganassin)
Uma fita foi colocada para demarcar o bueiro que não tem proteção nenhuma. (Foto: Marlon Ganassin)

Desde a noite dessa quinta-feira a família de Milton Teixeira Júnior, 21 anos, está em desespero. É que possivelmente é ele o motociclista que desapareceu após cair em um bueiro da avenida Gury Marques, no Universitária, durante a chuva que caiu sobre Campo Grande no fim da tarde. O Corpo de Bombeiros faz buscas na região.

A mãe de Milton foi informada de que o filho não havia aparecido no presídio onde cumpre pena em regime semiaberto. Depois soube que um rapaz havia caído com a moto em um bueiro, tendo o veículo sido recuperado e ele levado pela enxurrada.

Ao saber das características da moto e a placa, a mulher identificou como sendo a do filho e foi até a Depac/Piratininga onde reconheceu a Honda Titan CG e registrou boletim de ocorrência de desaparecimento de pessoa. Já era madrugada quando ela avisou a nora e demais familiares, segundo relatos de Alexandre.

“A família está abalada. A mulher dele [ do Milton] está inconsolável”, fala, emocionado, Alexandre. Ele é avô do filho de cinco meses de Milton. Uma pessoa ligada a família contou que a esposa de Milton revelou que ele não tem o hábito de emprestar o veículo.

Por conta destas situações, a família acredita que realmente seja Milton quem caiu no bueiro e está desaparecido.

Uma das testemunhas do acidente é Alcides Dias Filho, 36 anos, que trabalha na oficina e loja de acessórios para veículos. “Foi tudo muito rápido. Ele chegou, caiu e afundou”, fala. “Tem que tomar providências urgente sobre esse bueiro. Se não, qualquer pessoa pode cair”.

O marceneiro Lulio Gradis, 62 anos, por pouco não caiu no bueiro. Ele conta que trafegava pela Gury Marques quando se deparou com um motociclista e ambos quase caíram no buraco.“É inadmissível uma coisa dessa acontecer em Campo Grande”.

Buscas- O Corpo de Bombeiros iniciou as buscas pelo motociclista logo após o acidente. O trabalho foi suspenso quando anoiteceu e retomado no início desta manhã, pelas pontes.

Duas equipes fazem as buscas: uma pelos bueiros, a partir do ponto em que o motociclista caiu e outra vem de encontro, pelo rio Anhanduizinho. Serão percorridos aproximadamente 15 quilômetros.

Nos siga no Google Notícias