ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Abalada e com medo, vítima de guarda municipal adia depoimento à polícia

Camila Telis recebeu alta hoje e não informou paradeiro, com medo; guarda matou marido dela e a ex-mulher dele, no sábado

Silvia Frias e Clayton Neves | 04/03/2020 11:17
Camila não pode ir ao enterro do marido, no dia 2 de março (Foto/Arquivo: Henrique Kawaminami)
Camila não pode ir ao enterro do marido, no dia 2 de março (Foto/Arquivo: Henrique Kawaminami)

Adiado o depoimento de Camila Telis Bispo, 31 anos, a jovem que sobreviveu aos tiros disparados pelo guarda municipal Valtenir Pereira da Silva, 35 anos, no sábado. Naquela noite, ele matou a ex-mulher, a professora Maxelline da Silva dos Santos, 28 anos, e o marido de Camila, Steferson Batista de Souza, 32 anos.

Segundo informações da equipe do Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Camila recebeu alta hoje do Prontomed da Santa Casa, onde esteve internada por conta do ferimento a tiro nas costas. Os policiais tentariam falar com a jovem hoje.

Camila entrou em contato com a polícia, por meio de número privado, disse que está muito abalada, com medo e, por isso, não informou o paradeiro atual.

Ainda conforme apurado pela reportagem, a delegada adjunta Sueili Araújo irá entrar em contato novamente com Camila para marcar o depoimento, que não deve ser tomado na delegacia, mas em ambiente em que a jovem se sinta confortável.

A Justiça de Campo Grande decretou a prisão preventiva do guarda municipal, foragido desde a noite do crime. Nas redes sociais de Valtenir Pereira, há textos em tom de despedida, mas a hipótese mais provável é que ainda esteja vivo, escondido.

Mortes – Por volta das 23h de sábado (dia 29), Valtenir foi até uma casa no Jardim Noroeste, em Campo Grande, onde Maxelline participava de churrasco. No portão da residência, ele foi atendido por ela e Camila.

Durante discussão, o guarda atirou na cabeça de Maxelline. Camila saiu correndo, foi atingida nas costas e o marido dela, Steferson Batista de Souza, saiu da casa para ver o que estava acontecendo e foi baleado no tórax. Ele e Maxelline morreram a caminho do hospital.

Nos siga no Google Notícias