ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, TERÇA  23    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Acadêmico de Direito preso com pornografia infantil é solto

Uiversitário não pode se mudar e nem viajar sem prévia autorização judicial

Anahi Zurutuza | 16/09/2022 19:04
Estudante de Direito quando foi preso e levado para a Depca. (Foto: Bruna Marques)
Estudante de Direito quando foi preso e levado para a Depca. (Foto: Bruna Marques)

O acadêmico de Direito, de 22 anos, preso pela Polícia Civil durante a Operação Sentinela, deflagrada na quarta-feira (14), já está livre. Depois de ter fiança arbitrada em R$ 5 mil, a pedido da defesa, durante audiência de custódia, juiz plantonista decidiu conceder a liberdade provisória do universitário.

De acordo com o advogado do estudante, Cristiano Alves, o magistrado entendeu que “não era necessário manter sua custódia cautelar”.

O universitário deverá comparecer todas as vezes que for intimado para atos do inquérito, da instrução criminal e para o julgamento. Ele não pode mudar de residência, sem prévia permissão da Justiça ou ausentar-se por mais de oito dias de sua casa, sem comunicar onde estará previamente.

De acordo com a Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), foram encontradas com o acadêmico 238 imagens. Em um HD externo, foram localizados 27 arquivos contendo vídeos de estupro de crianças. Na ocasião, ainda foram encontradas 211 fotos de nudez de menores. Em interrogatório, o acadêmico permaneceu calado.

Nos siga no Google Notícias