A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/04/2016 17:37

Acusado de matar professor é condenado a 14 anos de prisão

Michel Faustino
Francismar Câmara durante julgamento realizado nesta quarta-feira. (Foto: Marcos Ermínio)Francismar Câmara durante julgamento realizado nesta quarta-feira. (Foto: Marcos Ermínio)

Francismar Câmara, 31 anos, foi condenado à pena de 14 anos de prisão, em regime fechado, pela morte do professor de informática Bruno Soares Santos, 29 anos, ocorrido em março de de 2015. O julgamento foi realizado nesta terça-feira (13) pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande.

Segundo a denúncia, o assassinato aconteceu no dia 16 de março, por volta das 8h25, em uma escola de tecnologia localizada na Rua Maracaju, entre a 13 de Maio e a 14 de Julho, no Centro, onde a vítima atuava como supervisor.
Francismar procurou a vítima no trabalho, simulando que conversaria sobre a instituição, quando inesperadamente saiu e voltou com uma espingarda. Em seguida, ele entrou na sala onde Bruno estava e efetuou um disparo.

Durante a sessão de julgamento, o promotor de justiça, junto com o assistente de acusação, pediu a condenação do acusado levando em conta que ele agiu com o intuito de matar a vítima e usou de todos os artifícios para tal ato. A defesa tentou desqualificar a acusação, mas o Conselho de Sentença, por maioria de votos declarados, condenou Francismar por homicídio qualificado.

O juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, fixou em definitivo a pena-base do réu em 14 anos de reclusão em regime fechado.

Video mostra o momento do crime



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions