A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

13/10/2015 23:51

Acusado por homicídio na Vila Piratininga vai à julgamento amanhã

Flávio Paes

Vai à julgamento nesta quarta-feira (14), às 8 horas, pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Guilherme Henrique Santana de Andréa, acusado de ter matado Ítalo Marcelo Nogueira de Brito, que faleceu com 27 anos. Os dois estavam na Vila Piratininga.  Ele teria sido atingido por um disparo acidental de espingarda calibre 12 que pertencia a Polícia. O crime aconteceu  durante uma festa,  no dia 4 de junho de 2010, por volta das 19h30, na rua Aimoré, na Vila Piratininga.

 De acordo com o inquérito, Guilherme pegou a arma do pai para uma brincadeira de "luta simulada", em que, além dele e de Ítalo, participaram outros dois rapazes. A perícia constatou que a bala que matou  a vítima desviou em uma parede transpondo antes de atingir  rapaz  na  cintura ,  tendo se fragmentando dentro do seu corpo.

Guilherme teria sido retirado da cena do crime por Lineker Luiz Vazes Fernandes, um dos presentes à festa.  Na época a polícia apurou que Fernandes teria recebido orientações do pai de Guilherme  (que é Polícia Civil) para que o tirasse do local para que não fosse feito o flagrante, o que configura favorecimento pessoal.

O  pai de Guilherme é policial civil que na época do crime estava lotado na DENAR (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico). A arma, calibre 12, estava em um carro oficial descaracterizado e Guilherme teria pego para mostrar à Ítalo Marcelo Nogueira de Brito. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions