A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

26/05/2013 17:16

Advogada acusada de ligação com PCC consegue prisão domiciliar

Paula Maciulevicius e Viviane Oliveira
Daniela é apontada como peça chave na organização do PCC em MS.Daniela é apontada como peça chave na organização do PCC em MS.

Presa na sexta-feira sob suspeita de ligações com a facção criminosa PCC, a advogada Daniela Dall Bello Rondão foi liberada na tarde de hoje, por volta das 14 horas, e ficará em prisão domiciliar.

O habeas corpus foi solicitado no mesmo dia da Operação Blecaute, pela Comissão de Defesa e Assistência às Prerrogativas dos Advogados, da OAB/ MS. Houve a conversão para prisão domiciliar, “respeitando a prerrogativa do advogado de ser preso em sala de estado maior, ou em sua ausência em prisão domiciliar”, explica a vice-presidente do órgão, Silmara Salamaia.

No sábado, o pedido de conversão foi indeferido e na madrugada de hoje a OAB entrou com solicitação de habeas corpus. Ela deve ficar na casa dos pais, no Jardim Leblon, incomunicável conforme regras da prisão domiciliar.

Daniela estava no presídio Irmã Irma Zorzi, onde ficou menos de 48 horas. A Operação Bleacute cumpriu 55 mandados de prisão, 38 de supostos membros do PCC que já estavam na Segurança Máxima e foram remanejados para Dourados e para a unidade Federal de Campo Grande.

Segundo investigações do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), a advogada servia aos interesses da facção criminosa. Fazia o contado entre os presos e membros do PCC que estava fora dos presídios.

A advogada é acusada, inclusive, de manipular cenas de crimes. Ela é formada há pouco mais de um ano, o que levanta a suspeita de que o PCC também pagou pela formação da jovem. A investigação chegou à ela por conta de interceptações telefônicas e o fato de Daniela ter como clientes pessoas ligadas à facção criminosa.

O presidente da Comissão da OAB, Marco Antônio Ferreira Castelo, lembra que a Ordem não avalia o mérito da investigação, apenas os direitos dos advogados.

"No caso da advogada, não foi aplicada a lei. No meu entendimento houve exagero quando o agente público, promotor e juiz, violaram as prerrogativas. Em função disso, a OAB apresentou para aplicar dispositivo legal", diz sobre o fato da advogada não ficar em sala de Estado Maior, espaço longe de presos, instalada em comando das Forças Armadas ou outra instituição militar.

"Como aqui não tem esse tipo de sala, que o advogado então fique em prisão domiciliar", diz Marco Castelo. Segundo ele, a OAB também deveria ter sido comunicada antes da operação e Daniela não poderia "ser transportada em camburão". 

A prisão domiciliar foi concedida pelo desembargador Manuel Mendes Carli. Ao sair do presídio, uma das primeiras atitutes de Daniela foi excluir a página pessoal do Facebook.



Só complementando, verificando alguns comentários, existe alguns que estão comletamente por fora, e se acham profissionais, algusn debocahndo chamando toda a polpulação de ignorante. Essa advogada, não estava exercendo o papelç de advgogada, pelo que stá provado pelo Gaeco, ela forjava provas, e encobria ilegalmente os bandidos. Se isso for o papel de advogado, me desculpe, não sabia. Se saiu mal na sua defesa, Sr. Mevio Silva, nãop se pode pegar um diploma e, sair adulterando provas e sujando o nme de profissionais honestos, que é a grande maioria dos bachareís, o ruim é quando se tem a cobertura desses crimes pela própria Oab, vamos aguardar o desfecho, mas é uma vergonha para a classe, encobrir criminosos como essa moça.
 
Kamél el Kadri em 19/07/2013 12:40:24
Enquanto não tratarem bandidos como bandidos, dará nisso. Daí não querem que o povo digam que tem profissionais que é bandido. "Diga com quem andas, que direi que és". Não deveria ter privilégios, ainda mais tendo noção plena do crime que estava cometendo, deveria é ter prisão dobrada. O dia que começarem a revistar "todos" ( até advogados" para entrar nos presídios, veremos que sumirão os celulares das celas. Se é revistado todos os parentes que vão visitá-los, quem poderá levar os aparelhos para dentro? Vão dizer que é fantasma................
 
Kamél El Kadri em 19/07/2013 12:32:49
Enquanto a própria OAB, tratar igualitáriamente, corporativamente, pares seus honestos, com os que são sabidamente componentes de organizações criminosas ou alinhados com o crime, terá por parte da sociedade como um todo, o desprezo e aumentada a falta de credibilidade de sua instituição, por defender da mesma forma, bandido e advogado com conduta ilibada. Essa prerrogativa, garantida pela CF, visava coibir abusos, e impedir a defesa lícita, o que não é o caso dessa falta de valores legais existente entre cliente e criminoso.
 
Adriano Magalhães em 27/05/2013 16:39:35
Que pena só pegaram ela?

E os demais quando serão pegos?

 
Sebastião Vicente Pereira em 27/05/2013 14:27:49
Olha o precedente... Agora todo bandido que se preze e tenha diploma de nível superior, vai EXIGIR o mesmo rigor da lei. Sala para Estado Maior... Isso é uma piada infame !!!!
Se bem que estar ao lado do marido quando ele descobre em rede nacional o chifre que tem... Vixe... Deve ter pensado... Seria melhor se continuasse dormindo no chão...
 
Fabio Cesar em 27/05/2013 13:50:08
A lei existe e está ai para ser cumprida. O estatuto da advocacia, que é uma Lei Federal, diz que caso um advogado seja preso, sua prisão deve ser acompanhada por um representante da OAB. Antes de alguém criticar, lembrem-se que nós advogados somos o elo entre o cidadão e a Justiça. Lembrem-se que um dia, seremos nós a defender um filho, um neto, um pai ou uma mãe de qualquer cidadão. Somos responsáveis por cuidar de um dos bens mais valiosos do ser humano: a Liberdade!
 
Lorenzo Marques em 27/05/2013 13:24:38
TUDO NUM PAÍS, É REGIDO POR LEI, MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL, PORTANTO, OS PREFEITOS, GOVERNADORES E PRESIDENTE DA REPÚBLICA, NÃO TEM FORÇA SOBRE AS LEIS, E NÃO PODEM FAZEREM LEIS, SÃO DE VEREADORES, DEP. ESTADUAIS, DEP. FEDERAIS E SENADORES, COMO ESSES CIDADÕES, QUANDO SÃO CANDIDATOS, O PRÓPRIO POVO, SEM OMITEM AOS DIREITOS, E VENDEM OS VOTOS PARA ELES, QUE AO GANHAREM ELEIÇÕES, NÃO SÃO OBRIGADOS A MAIS NADA, SÓ DESCANSO E CONTAR O DINHEIRO, DOS SEUS VENCIMENTOS, UM VEREADOR EM CAMPO GRANDE MS, QUASE 30000.00, UM DEP.EST.EM MS, QUASE 100000,00, UM DEP. FEDERAL, QUASE 150000, UM SENADOR, TAMBÉM EM TORNO DISSO, E JAMAIS ELES MUDARÃO AS LEIS, POIS É COMPLICADO PARA ELES, SE CANSAM SE SE PREOCUPAREM, SÃO CORRETORES, DA TRANQUILIDADE E O POVO DA SUA OMISSÃO.
 
pedro braga em 27/05/2013 09:31:14
Bem vindo!!!!! Brasil!!!!!!!!!
 
Mário Fernandes em 27/05/2013 09:13:12
Não adianta ficarmos apenas reclamando do que a OAB-MS fez. Precisamos pressionar os deputados federais e senadores a mudar a lei para acabar com estes privilégios dados à apenas uma categoria profissional, chamados de prerrogativas legais do advogado.
 
Edmur Lavezo Gomes em 27/05/2013 07:59:42
Que vergonha, como vamos acabar com os infratores, só eles tem direitos... o nosso direito como cidadão, é ficar pasmado com essas prerrogativas, por isso nao se preocupam com nada... cade o nosso Brasil, a patria amada.... o que fizeram com ela...
 
mario roque em 27/05/2013 07:47:40
parabens ao gaeco , nota zero para a OAB , essa advogada tinha que parar de advocar,pois isso envergonha todos os outros proficionais!
 
JEFERSON FARIAS em 27/05/2013 07:27:56
Muitos comentários sem fundamento! Falam sem saber de nada! Incrível como as pessoas que têm contato com o Direito apenas através do Prgrama do Datena pensam que entendem dessa ciência!! A despeito dos comentários, parabéns a OAB!!! Essa prisão da advogada é um grande risco para a profissão!o advogado tem direitos e garantias inerentes da profissão. Já pensou se ele [arvogado] tiver que escolher seus clientes pelo carater, tipo de crime que está sendo acusado, etc.?? O direito de ser defendido é constitutional. Então doutores formados na faculdade Datena, vocês irão rasgar a Constituição????,
 
Mevio Silva em 27/05/2013 06:34:07
"Dura lex, sed lex" .....em português é "a lei [é] dura, porém [é] a lei".Tem mesmo que respeitar a nossa constituição.Sem sensacionalismo! Meus parabéns OAB.
 
adilson marquez em 26/05/2013 23:45:49
A OAB deveria ter sido comunicada antes da operação, Daniela não poderia ter sido transportada em camburão. Que coisa hein!!!! Agora mais uma vez o filme se repete, quem vai acabar sendo preso vai ser os policiais. Essa OAB!!!!!
 
adriano agneli lemes em 26/05/2013 22:07:11
QUER DIZER SENHOR PRESIDENTE DA OAB-MS UMA MULHER QUE TEM ENVOLVIMENTO COM O CRIME ORGANIZADO, NÃO PODE FICAR PRESA. TA CERTO VCS. PARABENS.

LUGAR DE BANDIDO EH NA PRISAO NAO EM CASA. NAO EM CASA NUM INTERESSA SE EH ADVOGADA OU QUALQUER OUTRA PROFISSÃO. COMO CIDADAO ESTOU ENVERGONHADO COMO ESSA CORJA DE....SEI LA O QUE..SO NO BRASIL ACONTECE ISSO.
 
Lisandro Mesquita em 26/05/2013 21:38:48
A OAB deveria se preocupar, com a mesma intensidade de preocupação, com a ética de seus filiados. Com menos de seis meses de profissão, e com ligação com o PCC no curriculo...
 
Marcos Figueiredo em 26/05/2013 20:39:41
Mulherm jovem, bonita, com estudo, presa, no Brasil? Jamais!
 
Gustavo Ribeiro em 26/05/2013 20:06:35
É SENHOR PRESIDENTE O SENHOR ESQUECE QUE LUGAR DE BANDIDO É NA CADEIA , PORQUE O SENHOR FICA QUESTIONANDO OS PROMOTORES E JUIZES QUE FIZERAM UM BÉLISSIMO TRABALHO, TIRANDO DE CIRCULAÇÃO ESTES MELIANTES , AGORA EU FAÇO UM PEDIDO AO SENHOR , PERGUNTE A POPULAÇÃO QUEM ELES ACHAM QUE ESTÁ CERTO, OS JUIZES E PROMOTORES OU AS SUAS PRERROGATIVAS.
 
claudio salina em 26/05/2013 19:55:18
Parabéns mais uma vez a justiça brasileira!!!! Onde bandido tem mais direitos do que o trabalhador....... Se fugir a culpa vai ser de quem????
 
Mario Silva em 26/05/2013 19:31:17
Meu Deus que país é este????
onde um criminoso acusado de terrorismo consegue sair da prisão em menos de 48 horas?
inclusive nos fins de semana;
e pasmem;
defendida pela O A B ??????????

A OAB defende criminosos????
 
Rubens Ferreira em 26/05/2013 18:53:58
Gente sinto um nojo tão grande dessas autoridades brasileiras, não sem palavras
 
ROSANE INÊS PETERSEN em 26/05/2013 18:38:25
E se for comprovada a acusação... a OAB expulsa a advogada da Ordem... ou não?
Agora vamos "direto ao assunto"... o que tem de melhor um(a) advogado(a) para conseguir tantos privilégios assim em comparação as Ordens de outros Profissionais ou mesmos de outros trabalhadores. Sou a favor de que os "formados" (3º grau), quando provado o ato criminoso, deveriam ter a pena aumentada, por saberem o que estavam fazendo com muito mais esclarecimentos dos danos causados pela ação.
 
Nivaldo Silva em 26/05/2013 18:22:54
Que bonito hein OAB, defendendo criminosos integrantes do PCC, depois não reclamem da má fama que tem os advogados!!!!
 
André Sanches em 26/05/2013 17:48:00
Será que tem um telefone celular lá na casa para ela falar com o OAB?
 
Inacio Schneider em 26/05/2013 17:43:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions