ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Agente patrimonial é preso dirigindo bêbado dentro do Detran

Infração é considerada crime pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro) e multa chega aos R$ 2,9 mil

Por Ana Paula Chuva | 03/08/2020 14:24
Teste do bafômetro deu 0.62 mg de álcool por litro de ar alveolar. (Foto: Detran-MS)
Teste do bafômetro deu 0.62 mg de álcool por litro de ar alveolar. (Foto: Detran-MS)

Agente Patrimonial de 40 anos, que não teve a identidade divulgada, foi preso nesta segunda-feira (3) dirigindo bêbado dentro da sede do Detran-MS em Campo Grande.   Ele foi abordado por agentes de fiscalização e também estava com o documento do carro vencido.

Segundo informações do Detran-MS, os agentes de fiscalização fizeram a abordagem após denúncia sobre o condutor dirigindo com manobras arriscadas e com som do carro em volume máximo.

Os agentes realizaram o teste de bafômetro e o resultado foi de 0.62 mg de álcool por litro de ar alveolar, configurando crime de trânsito segundo CTB (Código de Trânsito Brasileiro).

Ainda conforme a assessoria do Detran, o condutor disse que é agente patrimonial e que passou a madrugada trabalhando, mas teria bebido quatro latas de cerveja hoje pela manhã, quando chegou em casa após ter deixado o plantão.

Durante a abordagem foi verificado também que o condutor estava com o documento do carro vencido. Ele foi então autuado e conduzido até a Delegacia de Polícia Civil por dirigir embriagado, além de ser multado em R$ 2.934,70, já que a infração é considerada gravíssima.

O veículo foi apreendido e levado ao pátio do Detran-MS e o motorista será liberado após pagar a fiança.

O motorista estava com o documento do carro vencido e teve o veículo recolhido para o pátio do Detran. Ele foi autuado por dirigir embriagado e conduzido até a delegacia de Polícia Civil. A multa aplicada nesse caso é de R$ 2.934,70, considerada gravíssima e o condutor deverá também arcar com o valor da fiança para ser liberado.

 “Isso demonstra o descaso do condutor, mas também a eficiência do trabalho desenvolvido por nossos agentes. Estamos sempre acompanhando as operações de Lei Seca e atentos a qualquer comportamento adverso no trânsito”, informou o chefe do setor de fiscalização de Trânsito do Detran-MS Otílio Ruben Ajala Junior.