A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

02/02/2018 11:26

Agiota que denunciou Olarte levou tiros no tórax, braços e costas

Em estado grave, Salém Pereira Vieira passa por exames de raio-X e demais procedimentos na área vermelha

Danielle Valentim
Salém durante oitiva do caso de corrupção passiva contra Olarte. (Foto: Arquivo)Salém durante oitiva do caso de corrupção passiva contra Olarte. (Foto: Arquivo)

A vítima de atentado no Bairro Guanandi Salém Pereira Vieria, apontado como agiota no processo de corrupção passiva contra o ex-prefeito Gilmar Olarte (PP), está na área vermelha da Santa Casa e o quadro clínico é considerado grave. Salém, que está entubado, foi atingido com tiros no tórax, braços e costas.

Conforme a assessoria de imprensa do hospital, Salém passa por procedimentos que fazem parte dos protocolos, como exames de sangue e tomografia, além de raio-X. O paciente está entubado e sedado na área vermelha do hospital e o estado é considerado grave.

Salem, que é apontado como agiota, chegou a bater boca com Olarte durante uma audiência na justiça, no processo sobre o “Golpe dos Cheques em Branco”. À época, em 2015, chegou a classificar o ex-prefeito como “171”, artigo do Código Penal para estelionatário, e ainda afirmou que sofria ameaças de morte.

O processo ainda corre na Justiça. A acusação principal é de que Olarte e integrantes da igreja da qual ele fazia parte usavam cheques em branco de terceiros para conseguir dinheiro com agiotas. O homem baleado hoje seria um dos agiotas.

Salém Pereira Vieria foi questionado onde teria conhecido Ronan Feitosa, acusado de ser cúmplice de Gilmar Olarte na troca de cheques e repasse de dinheiro para vereadores em troca da deposição de Alcides Bernal. Vieira disse que conheceu Ronan há três anos e que ele se apresentava como chefe da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Ciência e Tecnologia e Agronegócio) e era o “homem de confiança do Olarte”.

O crime – Equipes dos bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionadas nesta manhã para socorrer uma pessoa baleada em frente a uma creche da rua Jaime Ferreira Barbosa, no bairro Guanandi, em Campo Grande.

As primeiras informações indicavam que o homem, logo em seguida identificado como Salem Pereira Vieira, havia acabado de parar no local para deixar o enteado na creche e, ao descer do carro, um veículo Logan, foi atingido pelos tiros. A esposa do motorista também estava no veículo no momento da ação.

Testemunhas revelaram que o suspeito pelos disparos estava em um outro veículo, um Voyage de cor preta, que fugiu do local após atirar diversas vezes. Duas viaturas do Corpo de Bombeiros e um médico do Samu atendem a vítima no local, realizando procedimentos de drenagem de uma hemorragia em seu tórax. O rapaz deve ser encaminhado para a Santa Casa da Capital.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions