ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Além de cobrar cartão de vacina, será exigido plano de biossegurança a eventos

Decreto está sendo redigido e deve ser publicado a partir de amanhã

Por Paula Maciulevicius Brasil | 22/07/2021 13:48
Cartão pode ser baixado no celular e exibido para comprovar vacinação na entrada de feiras, congressos, teatro e casamentos. (Foto: Marcos Maluf)
Cartão pode ser baixado no celular e exibido para comprovar vacinação na entrada de feiras, congressos, teatro e casamentos. (Foto: Marcos Maluf)

Depois de anunciar ontem (21) que o cartão de vacina digital vai ser passaporte de entrada em eventos, a Prefeitura de Campo Grande trabalha nos últimos detalhes para a publicação do Decreto que regulamente a liberação de eventos. Ainda não há confirmação da data, mas pode ser publicado amanhã.

O procurador do Município, Alexandre Ávalo, explicou que todos os locais e atividades que se enquadrem  em eventos poderão funcionar mediante apresentação do cartão vacinal digital. "Vão poder participar dos eventos pessoas que estiverem vacinadas as duas doses e a comprovação se dá por meio do QR Code do cartão vacinal", diz Ávalo.

Para ter acesso à carteira digital, basta entrar no link e fazer o cadastro, clicando aqui.

Segundo o procurador, caberá ao organizador, em caso de eventos, fiscalizar a entrada mediante cartão de vacinação, além de protocolar o plano de biossegurança. "Se a gente liberar, certamente haverá necessidade de plano de biossegurança. O responsável pelo evento que não cumprir as regras podem ser multados", completa.

O procurador disse ainda que o decreto está em "objeto de estudo" e que será considerado durante todo o tempo o cenário da Capital em relação à covid.  "Vamos fazer a retomada gradual e responsável das atividades que hoje estão vetadas, diante do número de vacinados. Estamos acompanhando full time, se caso houver melhora pode ser flexibilizado. Se tiver piora será mais restringido", observou.

O decreto segue em discussão entre Semadur, Procuradoria do Município, Sesau e Vigilância Sanitária.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário