A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

12/01/2018 16:37

Alerta: viagem para SP, que já teve 21 mortes por febre amarela, exige vacina

No estado vizinho, o número de mortos por febre amarela silvestre subiu para 21 nesta sexta-feira (12)

Guilherme Henri
Fila na porta da sala de vacinação no posto do Tiradentes; parte das pessoas, procurava a vacina contra a febre amarela (Foto: Arquivo)Fila na porta da sala de vacinação no posto do Tiradentes; parte das pessoas, procurava a vacina contra a febre amarela (Foto: Arquivo)

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) alerta para quem for viajar para estados, como por exemplo, São Paulo, onde há casos recentes de febre amarela verifiquem se estão em dia com a vacina.

No estado vizinho, o número de mortos por febre amarela silvestre subiu para 21 nesta sexta-feira (12). Até ontem (11), o estado contabilizava 13 mortes de pessoas que contraíram o vírus. Não há casos de febre amarela urbana no Brasil desde 1942.

Embora o número no estado que faz divisa com MS, a secretaria informa que o Ministério da Saúde não emitiu nenhum alerta para Mato Grosso do Sul. Contudo, a orientação é em caso de viagens para áreas com recomendação de vacina no Brasil, a pessoa deve tomar a dose pelo menos 10 dias antes da viagem, no caso de primeira vacinação. O prazo de 10 dias não se aplica no caso de revacinação.

A SES orienta que na dúvida, a pessoa procure os postos de saúde para verificar se a vacina contra a febre amarela, que tem validade de dez anos, está em dia.

Segundo informações do site oficial do Ministério da Saúde, o esquema de vacinação da febre amarela ocorre em duas doses, tanto para adultos quanto para crianças. As crianças devem receber as vacinas aos nove meses e aos quatro anos de idade, garantindo assim a imunização para o resto da vida.

Para quem não tomou as doses na infância, a orientação é de uma dose da vacina e outra de reforço, dez anos depois da primeira.

A maior frequência da Febre Amarela ocorre entre os meses de dezembro e maio, período com maior índice de chuvas, quando aumenta a proliferação do vetor, o que coincide ainda com maior atividade agrícola. A infecção acontece quando uma pessoa que nunca tenha contraído a febre amarela, ou tomado a vacina contra a doença, é picada por um mosquito infectado, o Haemagogus e o Sabethes.

 

Dose padrão da vacina contra febre amarela é necessária para quem vai viajar
Quem for viajar a países que exijam o certificado internacional de vacinação contra a febre amarela, emitido pela Agência Nacional de Vigilância Sani...
Ministro afirma que país está preparado contra febre amarela no verão
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que o Brasil está preparado para enfrentar os meses de calor, entre dezembro e abril, quando pode ocorrer ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions