ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Alívio: Justiça libera recursos para compra de medicamento para o bebe Írio

No domingo, o Campo Grande News contou a história da criança que tem epilepsia e precisa dos medicamentos contra as convulsões

Por Marta Ferreira | 22/09/2020 17:47
O pai do bebê, Matheus, em meio à papelada para garantir medicação. (Foto: Paulo Francis)
O pai do bebê, Matheus, em meio à papelada para garantir medicação. (Foto: Paulo Francis)

Dois dias depois de reportagem do Campo Grande News mostrar o drama da família do bebê Irio Matheus Pietrobelli, de 1 ano e 9 meses, que precisou ir à Justiça por medicamento para tratar a epilepsia, decisão traz um alívio. Despacho judicial desta segunda-feira (21) manda liberar valor de  R$ 495, 69.

Na decisão, o juiz que cuida do caso, José Henrique Káster, afirma que o montante se deve a um novo alvará para desbloqueio de valores do Poder Público para bancar a despesa e ainda a R$ 55,08 remanescentes de liberação anterior.

O processo é contra a Prefeitura de Campo Grande e o governo do Estado.

Segundo à documentação no processo, houve liberação de recursos em dezembro de 2019, em janeiro de 2020 e março de 2020, no total de R$ 383.

Faltava comprovação dos gastos, com apresentação de notas fiscais, segundo mostra o andamento processual. Isso foi feito  e a prefeitura apresentou manifestação no dia 17 de setembro, favorável à nova liberação de dinheiro para compra dos medicamentos.

Rotina de dificuldades - Apelar à Justiça e à ajuda dos amigos tem sido a rotina do pai de Irio desde que ele nasceu. Por mês, como mostrou o Campo Grande News, consome quase todo o equivalente à renda de R$ 600 mensais para comprar os remédios Keppra e Trileptal. Cada frasco, disse à reportagem, custa R$ 197.

“Ele não pode ficar sem tomar os remédios, porque convulsiona e tem que ir pro oxigênio. Eu tive meus ganhos reduzidos por conta da pandemia, mas conto com a ajuda do patrão e das pessoas que vem aqui. Faço rifas e assim temos conseguido manter ele medicado”, destacou Matheus na entrevista.

Hoje, ele ficou aliviado de saber que o valor foi liberado e agradeceu a atenção dada pelo Campo Grande News à história do filho.

Matheus também recebeu doações de produtos para consumo pessoal, como  material de higiene e alimentos.

Como os gastos não param, quem quiser ajudar pode procurá-lo pelo telefone: (67) 99226-1894.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário