A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/03/2015 09:56

Alta incidência de dengue atinge 24 cidades e epidemia continua em Iguatemi

Flávia Lima
Para evitar crescimento de notificações na Capital, ações são intensificadas em bairros com maior incidência do mosquito transmissor. (Foto:Divulgação)Para evitar crescimento de notificações na Capital, ações são intensificadas em bairros com maior incidência do mosquito transmissor. (Foto:Divulgação)

Dados do último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado apontam que subiu de 20 para 24 o número de municípios com alta incidência de dengue na última semana. Passaram a compor a lista as cidades de Inocência, com 50 notificações, Nova Andradina, com 167, Aparecida do Taboado, que registrou 86 notificações e Alcinópolis, com 21 casos registrados. Os dados foram coletados na semana entre os dias 15 e 21 de  março.

Ao todo a secretaria de Saúde notificou 863 casos de dengue na última semana em Mato Grosso do Sul. O total acumulado de 2015 já soma 8.424 casos registrados da doença. 

Em primeiro lugar continua o município de Iguatemi. Com uma população de 15.429 habitantes, a cidade tem 1.218 casos notificados. Na sequência vem Selvíria, com 282 casos. Já Itaquiraí ocupa o terceiro lugar, com 673 notificações. 

Já Campo Grande ainda continua configurando na lista de cidades com média incidência, porém o número de casos notificados subiu de 1.290 para 1.556 na última semana. Com isso, o município continua despertando preocupação das autoridades do setor de Saúde, tanto que nos últimos dias a secretaria de Saúde do município intensificou as ações de combate ao mosquito transmissor da dengue na região das Moreninhas, que apontou um dos maiores índices de infestação do mosquito, segundo dados do último Lira (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti).

Mortes

Este ano duas mortes por dengue foram confirmadas em Mato Grosso do Sul pela secretaria de Saúde. O primeiro caso foi registrado no dia 11 de fevereiro, em Corumbá. A vítima foi uma menina de 12 anos. 

A segunda morte, divulgada dia 25 de fevereiro, foi uma mulher de 37 anos, em Paranhos. Ela havia sido internada dia 3 de fevereiro com suspeita da doença, confirmada através de exames.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions