ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Amontoado de lixo dá dimensão de incêndio que atingiu atacadista

Loja amanheceu fechada neste sábado e não tem previsão de reabertura

Por Gabriel Neris e Bruna Marques | 23/04/2022 08:52
Motociclista observa material queimado que acabou virando lixo com o incêndio. (Foto: Henrique Kawaminami)
Motociclista observa material queimado que acabou virando lixo com o incêndio. (Foto: Henrique Kawaminami)

O Fort Atacadista do Bairro Santo Amaro, em Campo Grande, atingido por incêndio na noite de sexta-feira, amanheceu com portas fechadas para os clientes e sem previsão de reabertura, conforme cartaz pregado logo na entrada.

O Corpo de Bombeiros esteve nesta manhã para conclusão do trabalho de rescaldo, mas logo foi embora. Um amontoado de lixo queimado foi colocado em frente ao prédio, o que dá a dimensão do incêndio que atingiu parte do estabelecimento.

A movimentação no local foi apenas de alguns funcionários, que entravam com permissão do segurança. A chuva espantou curiosos, mas não a vendedora de salgados Maria Helena dos Santos Braga, de 45 anos, que trabalha em frente ao atacadista.

Ela conta que foi avisada do incêndio por funcionários e logo cedo saiu de casa, no Tijuca, para conferir de perto o que aconteceu. “Quando começou o fogo ontem, os promotores de venda, que são meus clientes, me avisaram. Vim porque é graças ao mercado que tenho clientela. Os funcionários viram nossos amigos”, contou.

Funcionários da loja de materiais de construção Sertão, localizada dentro do mesmo prédio do Fort Atacadista, informaram que não haverá expediente neste sábado.

Viatura do Corpo de Bombeiros deixando prédio atingido pelo fogo. (Foto: Henrique Kawaminami)
Viatura do Corpo de Bombeiros deixando prédio atingido pelo fogo. (Foto: Henrique Kawaminami)

O incêndio teve início por volta das 19h30 de sexta-feira e foi controlado em 40 minutos. As imagens gravadas dentro do estabelecimento mostram as chamas subindo rapidamente pelas prateleiras até chegarem ao telhado.

Em nota, o Fort Atacadista reiterou que ninguém se feriu no incidente, já que "toda a área foi prontamente evacuada logo no início do foco do incêndio". As causas do incêndio só devem ser apontadas em 30 dias, prazo necessário para a conclusão da perícia e dos laudos sobre a ocorrência.


Nos siga no Google Notícias