ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Antes de Lula passar, viaturas circulam e ambulantes tentam fazer "extra" em BR

Presidente vai inaugurar exportação de carne à China em frigorífico da Capital na saída para Sidrolândia

Por Caroline Maldonado e Geniffer Valeriano | 12/04/2024 08:43
Viaturas na BR-060, em Campo Grande, na saída para Sidrolândia. (Foto: Marcos Maluf)
Viaturas na BR-060, em Campo Grande, na saída para Sidrolândia. (Foto: Marcos Maluf)

Viaturas das forças de segurança já se preparam para a passagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela BR-060, em Campo Grande, na direção do frigorífico JBS, onde ele vai inaugurar a exportação de carne à China, às 10h.

Momentos antes do evento, o trecho que receberá a comitiva presidencial será totalmente interditado pelos batedores. Perto da indústria, comerciantes aproveitam para lucrar com o movimento de 300 credenciados, além dos funcionários do frigorífico que formam fila para entrar, como de costume.

No início desta manhã, quem passou pela rodovia viu três viaturas da PF (Polícia Federal) em direção a Campo Grande; na rotatória que fica na saída da Capital para Sidrolândia, duas viaturas da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e no viaduto em frente ao frigorífico, mais três carros com policiais rodoviários. Em frente à JBS, uma viatura do Exército Brasileiro permanece a postos e no viaduto outra da PM (Polícia Militar).

Bandeiras e tolhinhas à venda na BR-060. (Foto: Marcos Maluf)
Bandeiras e tolhinhas à venda na BR-060. (Foto: Marcos Maluf)

Com o estacionamento lotado, vão chegando os jornalistas credenciados e outros convidados que deixam os veículos do lado de fora. Comerciantes estão na expectativa de que haja manifestações populares, mas se sentem seguros com a presença dos policiais.

O comerciante Edval José Antônio, de 68 anos, trabalha com vendas de produtos alusivos ao esporte nas ruas e hoje levou à rodovia bandeiras e toalhinhas com a imagem de Lula e as frases “Tô com Lula” e “Pro Brasil voltar a Sorrir”. O estoque é da última eleição, em 2022. São apenas cerca de seis bandeiras e dez toalhas.

“Só trouxe para zerar o estoque. Espero que os apoiadores passem aqui e aproveitem pra comprar. Não espero que o presidente passe e veja porque a agenda é muito apertada”, comentou Edval. A bandeira é vendida por R$ 80 e a toalha custa R$ 20.

Comerciante Edval José Antônio vende bandeiras e toalhas com imagem de Lula em frente ao frigorífico. (Foto: Marcos Maluf)
Comerciante Edval José Antônio vende bandeiras e toalhas com imagem de Lula em frente ao frigorífico. (Foto: Marcos Maluf)

Há seis anos com um contêiner de vendas de salgados e bebidas ao lado da JBS, Gilberto Rocha, de 60 anos, nem se impressiona com a movimentação, pois o local sempre tem muitos funcionários e eventos com diretores costumam provocar fluxo semelhante.

Ele conta que começou a vender somente usando um isopor, mas a direção da JBS cedeu o contêiner, água e luz. Além disso, o comerciante administra um restaurante dentro da empresa.

“Já estou acostumado com esses grandes eventos. Já é de rotina eles fazerem esses serviços de jardinagem. A movimentação está sendo maior por conta dos diretores da empresa que vão vir. Não reforcei o estoque porque já terá comes e bebes dentro do evento e a gente acaba não conseguindo vender mais”, diz Gilberto.

Comerciante Gilberto Rocha chegando com refrigerantes para vender em frente ao frigorífico. (Foto: Marcos Maluf)
Comerciante Gilberto Rocha chegando com refrigerantes para vender em frente ao frigorífico. (Foto: Marcos Maluf)

Exportações - A visita a Mato Grosso do Sul faz parte de um giro por estados brasileiros para aproximação do setor econômico. Em março, o presidente esteve em Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Pará, e em abril já viajou para o Nordeste e Goiás.

A exportação para o país asiático faz parte do processo de expansão das plantas de frigoríficas brasileiras que foram habilitadas para envio da carne para a China. Foram concedidas 38 habilitações, incluindo oito abatedouros de frango, 24 abatedouros de bovinos, um estabelecimento bovino de termo processamento e cinco entrepostos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias