A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/02/2014 18:24

Antes de matar ex, homem tinha planejado encontro para reatar namoro

Zana Zaidan e Bruno Chaves
Roberto decidiu se entregar em Campo Grande (Foto: Bruno Chaves)Roberto decidiu se entregar em Campo Grande (Foto: Bruno Chaves)
Conforme delegada, Roberto chorou muito e disse estar arrependido do crime (Foto: Bruno Chaves)Conforme delegada, Roberto chorou muito e disse estar arrependido do crime (Foto: Bruno Chaves)

Antes de matar violentamente a ex-namorada, o funcionário público Roberto Dantas da Rocha, 38 anos, queria reatar com Jociely Pinheiro, 22. Ele chegou a mandar flores e tinha a intenção de chegar de surpresa na casa da ex, com um pedido de perdão, mas os planos foram frustrados ao flagrar a jovem com outro homem, que também foi ferido por tentar defender Jociely. As declarações fazem parte do depoimento que Roberto deu na tarde hoje (17) à delegada Suzimar Batistela, depois se entregar na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Roberto afirmou que o relacionamento de 1 ano e 7 meses estava terminado há cerca de 20 dias. Mais da metade do namoro foi à distância, já que ambos moravam em Naviraí, mas Jociely tinha se mudado para Três Lagoas para gerenciar a revenda de uma operadora de celular.

Um dia antes do crime, no dia 12, Roberto enviou a uma amiga do casal uma mensagem por Facebook, onde questionava se seria uma boa idéia visitar a ex. “Como ela não respondeu, ele supôs que ela aprovava”, conta a delegada sobre o depoimento.

O ex-namorado de Jociely pegou um ônibus e chegou em Três Lagoas de madrugada, por volta das 3 horas. Ele tinha a chave da casa, por isso, abriu o portão e, ao se aproximar, ouviu uma voz masculina. “Ele conta que esperou do lado de fora por 40 minutos, antes de entrar. O ar condicionado estaria ligado, por isso, ele acreditou que a voz poderia ser de um vizinho, até que desligaram o aparelho e, nesse momento, ele teve certeza de que o homem estava dentro da casa”, explica Suzimar.

Transtornado, Roberto arrombou a porta da casa, e encontrou Juciely e o atual namorado. Ele alega que viu o “rival” entrar em posição de luta e, para se defender, pegou um canivete que levava na mochila. Os dois se agrediram até chegarem do lado de fora, e Roberto conseguiu jogá-lo no chão, entrou novamente na casa e atacou Jociely. Segundo a perícia, ela foi atingida por cinco golpes.

Polêmica do Facebook - Depois do crime, Roberto teria caminhado até uma praça da cidade e, pelo celular, publicou no Facebook a polêmica confissão do crime.

Segurança concursado da Câmara de Vereadores de Naviraí, ele afirmou que também atuava em festas particulares da cidade, e o canivete seria de um dos freqüentadores abordados por ele. Conforme a perícia, a arma tem 17 cm e a espessura da lâmina 8 cm.

Depois de ficar foragido por quatro dias, Roberto disse que resolveu se entregar porque estava recebendo ameaças pelo celular, e temeu que a família “pagasse pelo crime”. Inicialmente, ele ficou escondido na casa de uma amiga de infância em Três Lagoas, mas preferiu não revelar o nome dela “para não comprometê-la”, disse a delegada. Em seguida, ele veio para Campo Grande, onde tem familiares, e se entregou para a Polícia.

Roberto será indiciado por homicídio doloso com violência domestica e por tentativa de homicídio, por ter agredido o atual namorado de Jociely. Ele foi preso na 4ª DP, no bairro Moreninhas II, mas será transferido para Três Lagoas. O segurança não tem passagens pela Polícia nem histórico de violência, conforme a delegada.



....Jair, provavelmente ela nao "fugiu" porque ele "tinha a chave da casa".....se ela foi pra tres lagoas e depois ele ter "descoberto" nao teria como ele possuir a chave da casa dela....
 
Thiarlene Centuriao em 19/02/2014 09:01:52
arrependido q nada, vai ver ele era uma negação em todos os sentidos e qdo percebeu q ela tinha encontrado um cara que a completava, já q ficou ouvindo do lado de fora, se deu conta do zero a esquerda q representava na vida dela, fez a cagada.
 
zelandia castilho em 18/02/2014 13:06:57
Esse cara levo dois fumo. Da mulher com filhos que ele largou e esqueceu dele e dessa garota que abandonou ele. A vergonha dele foi tanta que com certeza ele quis mata-la...
 
Frank William em 18/02/2014 12:59:27
Ele não tem cara de arrependido.
 
Gislane Lira em 18/02/2014 10:54:38
Para quem conhece bem a história, sabe que o que ele contou não é verdade.
A moça fugiu de Naviraí para Dourados, onde ele foi atrás.. Depois ela voltou para Naviraí, onde ele ficava importunando ela diariamente. Depois ela fugiu para Três Lagoas, e quando ele descobriu ela lá, foi até lá para forçá-la a reatar o namoro. Encontrando ela com outro, tentou matar os dois. Infelizmente, conseguiu matá-la.
Dizer que está arrependido agora, é fácil...
Traga a moça de volta e depois se arrependa.
O crime foi planejado, foi a sangue frio, movido por motivo torpe (ciúmes). Se esse cara ficasse 30 anos presos ainda assim não confortaria o coração da família.
 
Jair Bastos em 18/02/2014 08:06:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions