A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

12/03/2014 09:00

Ao investigar desaparecimento, Polícia descobre rede de exploração sexual em MS

Graziela Rezende

A Polícia descobriu, com a prisão de um funcionário público de Corumbá, a 419 quilômetros da Capital, uma rede de exploração sexual de adolescentes, que estariam mantendo relações sexuais em troca de convites para festas, boates e eventos da alta sociedade do município. A prisão do homem de 40 anos ocorreu há dois dias, quando a Polícia investigava o desaparecimento de uma adolescente de 15 anos.

A menina sumiu no dia 8 de março, sendo que foi encontrada no apartamento do autor, localizado na região central de Corumbá. Na casa ainda foram apreendidos objetos usados no consumo de drogas, camisinhas e pílulas estimulantes.

Em entrevista, o delegado Gustavo Bueno, responsável pelas investigações, disse que fotos da adolescente nua também foram encontradas no imóvel, além de vídeos eróticos de cerca de 50 jovens, que trocavam o sexo pelos mesmos benefícios. Interrogadas, as garotas disseram não ser vítimas, já que tudo se resumia a “curtição”.

Ao todo, a Polícia identificou mais dez pessoas envolvidas no crime e ainda alerta aos pais sobre o cuidado com os filhos nas redes sociais. Os envolvidos respondem pelo crime previsto no artigo 241-B, do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), por arquivar material contendo cenas pornográficas de menores de idade. A pena é de reclusão de 1 a 4 anos de prisão.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions