A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018

17/07/2014 17:42

Apesar de acidentes, prefeitura não tem prazo para iniciar investimentos

Leonardo Rocha
Prefeitura já anunciou vários investimento neste setor, mas ações ainda não foram colocadas em prática (Foto: Prefeitura já anunciou vários investimento neste setor, mas ações ainda não foram colocadas em prática (Foto:

Apesar do elevado índice de acidentes neste ano em Campo Grande, que resultou na morte de 58 pessoas, o prefeito Gilmar Olarte (PP), através da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), ainda não tem prazo para o início de investimentos no setor, que foram anunciados nos últimos tempos.

Na maioria das agendas públicas, Olarte faz questão de dizer que é precisa realizar várias ações neste sentido, com frentes de atuação diferentes, para que se reduza ao menos na metade o número de acidentes em Campo Grande. Ele inclusive cita que com esta queda, vai ajudar e “aliviar” os hospitais da Capital, que tem a lotação de seus leitos em maioria em função dos casos de traumas.

O diretor-presidente da Agetran, Jean Saliba, afirmou hoje (17), durante agenda pública, que está previsto o investimento de R$ 800 mil em sinalização vertical e horizontal, para 12 trechos de vários bairros da Capital. “Entre estes locais está a Avenida Ernesto Geisel, Tiradentes, Aero Rancho, Universitário, Cerradinho e outros, já estão em nosso planos”.

Saliba garantiu que este investimento está em fase de licitação, para escolha do melhor preço para execução das obras. “Estamos analisando a situação, para em breve começarmos estas atividades de sinalização”, apontou ele.

O diretor já havia se comprometido em começar, no mês de agosto, o reordenamento de vias consideradas críticas, como as ruas Amazonas, Pernambuco, das Garças e Abraão Júlio Rahe e as transversais Espírito Santo e a Alagoas, que terão sentido único. Ele também apontou investimentos em sinalizações em torno de mais de 52 escolas estaduais, municipais e particulares da cidade.

O prefeito ainda anunciou que avenidas com grande fluxo de veículos seriam recapeadas. “Temos que fazer um dia D, sem acidentes na Capital, toda cidade envolvida em uma campanha de conscientização, se gasta R$ 120 mil em média com pacientes internados por traumas vítimas de trânsito”, apontou ele. Entretanto, apesar dos projetos, os investimentos ainda não saíram do papel, enquanto que o número de acidentes aumentam cada vez mais em Campo Grande.



Essa trinca - Gilmar Olarte, Semy Ferraz e Jean Saliba, desde que entraram na prefeitura são só promessas. Monitoramento do centro, corredores exclusivos de onibus, recapeamento de ruas, sinalização horizontal e vertical, cidade do ônibus, revitalização do centro, da rodoviária antiga... Eu poderia dar vários outros exemplos, mas de nada vai adiantar, porque os discípulos do Bernal estão ai! Vamos trabalhar e parar de promessa minha gente! Deixem as promessas pras campanhas!
 
Diego Barcellos em 17/07/2014 22:28:51
O recapeamento é importante, mas pode incentivar ainda mais a alta velocidade dos motoristas imprudentes. O que Campo Grande precisa com urgência é de fiscalização nas ruas, multando sem piedade e retirando de circulação motoristas embriagados e sem habilitação!
 
Luiz Pereira em 17/07/2014 20:05:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions