ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Após 30 anos em asilo, Antônio veste camiseta do SP e é 1º na fila da vacina

Para o São João Bosco, secretaria separou 346 doses, para vacinar 173 idosos e funcionários

Por Anahi Zurutuza e Bruna Marques | 19/01/2021 10:47



Morador do Asilo São João Bosco há 30 anos, Antônio João de Souza, 80, foi o primeiro a receber a CoronaVac, vacina contra a covid-19, nesta manhã. Vestindo a camiseta do time do coração,  o São Paulo, ele é o segundo da instituição a ser vacinado.

Antônio poderia ser o primeiro, mas como a abertura oficial da campanha ocorreu ontem, longe, no Hospital Regional, a direção resolveu escolher Maria Bezerra de Carvalho, às vésperas de completar 83 anos, como a representante dos idosos durante a vacinação simbólica.

Para o São João Bosco, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) separou 346 doses, para vacinar 173 idosos e funcionários. Dentre os moradores, são 46 homens e 36 mulheres. Trabalham 91 profissionais no local.

Fila para a vacinação de idosos no Asilo São João Bosco (Foto: Henrique Kawaminami)
Fila para a vacinação de idosos no Asilo São João Bosco (Foto: Henrique Kawaminami)

Mais uma vez, a superintendente da casa, Cleo Shamah, comemorou, agora com uma preocupação a menos com a saúde dos idosos que ali vivem. “Ficamos extremamente felizes,  estávamos esperando demais por essa vacina. Agradecemos ao prefeito [Marquinhos Trad] e secretário [José Mauro Filho] por terem escolhido a nossa instituição. Passamos um ano muito difícil e o nosso desejo é que as coisas voltem à normalidade”.

A expectativa da superintendente era que ainda nesta manhã todos estivessem vacinados. Para os moradores, a aplicação é obrigatória. Já os funcionários podem optar por não receber a dose. O asilo, ainda de acordo com a superintendente, perdeu oito idosos para a covid-19.

A primeira - A uma semana do aniversário de 83 anos, a pernambucana Maria Bezerra de Carvalho foi a primeira integrante da parcela prioritária de idosos no Mato Grosso do Sul a receber a primeira dose da CoronaVac. Nascida em 25 de janeiro de 1938, ela vive no Asilo São João Bosco desde o ano passado, quando ficou viúva e pediu acolhimento.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário