ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  20    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Polícia investiga se padrasto estuprava enteados na Capital

Crimes teriam ocorrido durante três anos e só foram descobertos nesta semana

Por Dayene Paz | 13/10/2021 14:55
Caso é apurado pela Delegacia especializada, em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)
Caso é apurado pela Delegacia especializada, em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami)

A Polícia Civil apura se dois jovens foram estuprados pelo padrasto, em Campo Grande. Os crimes ocorreram entre 2013 e 2015, mas as vítimas só se encorajaram a contar para a mãe nesta semana, segundo boletim de ocorrência registrado nesta quarta-feira (13), na Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente).

De acordo com o boletim, o adolescente de 15 anos se encorajou e contou para a irmã, que atualmente mora no Paraná, sobre o estupro. A jovem, já maior de idade, viajou até a Capital e revelou para a mãe que, além do irmão, ela também foi vítima de abusos sexuais pelo padrasto, quando criança.

O menino ainda revelou para a mãe, de acordo com o boletim, que os crimes ocorreram entre 2013, quando tinha 6 anos, até 2015, quando completou 9. O padrasto, que não teve nome nem idade divulgados, aproveitava que a mulher trabalhava fora e estudava a noite, para cometer os abusos.

A mulher se separou do suspeito em 2015, ainda sem saber dos crimes, conforme informou na delegacia. Ela tem duas filhas com o homem, de 7 e 11 anos, que também serão atendidas pelo setor psicossocial da Depca. O caso foi registrado como estupro de vulnerável e será apurado.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados, a fim de preservar a identidade das vítimas.

(Matéria editada às 15h05 do dia 14/10/2021, para acréscimo de informações)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário