A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

30/05/2012 12:26

Após assaltar casa da sogra de delegada, homem é preso com maconha

Luciana Brazil
Naldir e Ester foram presos na Derf e serão levados para o presídio. (Foto:Luciana Brazil)Naldir e Ester foram presos na Derf e serão levados para o presídio. (Foto:Luciana Brazil)

A Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) apresentou na manhã de hoje um dos envolvidos nos últimos cinco assaltos de vulto que aconteceram em Campo Grande, segundo o delegado titular da Derf, Fábio Peró. A prisão de Naldir Manoel Dolores, 18 anos, vulgo Bochecha, que participou do assalto a casa de um parente da delegada da 7ª Delegacia de Polícia, aconteceu na tarde de ontem, na Vila Palmira.

Também foram detidos, por associação ao trafico de drogas, Ester Resquim Magalhães, 29 anos, e um adolescente de 17 anos, cúmplices de Naldir.

Conforme o delegado, Naldir Manoel participou de assaltos a residência e lotéricas, sendo que uma das casas assaltadas era da sogra da delegada da 7° DP. Os policiais chegaram até ele depois da prisão de outros dois bandidos que também participaram do mesmo assalto. “Eram quatro pessoas. Três deles entraram e o quarto integrante, que forneceu as armas, ficou do lado de fora da casa, dentro do carro”, explicou Peró. A polícia já tem a identificação do quarto integrante.

Naldir foi localizado na Vila Palmira, na casa de Ester, tia do adolescente que é amigo de Naldir. Na residência, os policiais encontraram 13 Kg de haxixe (maconha), divididos em 12 tabletes, dentro de uma mala.

Naldir Manoel disse, em depoimento, que comprou a droga na Vila Nha-Nha e que venderia o entorpecente em Cuiabá (MT). Segundo o delegado, Naldir não delatou o vendedor da droga e não disse se já tinha comprador para a mercadoria em Cuiabá.

Dos 13 kg da droga, Naldir afirmou que só fez o pagamento de 5 kg. Ele teria pagado R$275 por quilo do entorpecente, conforme afirmou o delegado. “Ele pagaria o restante depois de vender a droga em Cuiabá”.

Ester e o sobrinho receberam R$100 para guardar a droga. No momento da prisão da mulher e do adolescente, Naldir estava na rodoviária comprando uma passagem para Cuiabá, onde pretendia vender a droga.

Histórico Policial : Quando menor Naldir já tinha passagem por desobediência, roubo qualificado, tráfico de drogas e motim de presos, além de dois tráficos de droga, depois de maior. Ester não tinha passagem e vai responder por associação ao tráfico, assim como o adolescente que já também irá responder por roubo, já que está envolvido em um dos roubos cometidos por Naldir.

Assalto: No assalto a casa da sogra da delegada do 7° DP, no último dia 22, Naldir e os outros dois que já estão presos, renderam o piscineiro da residência e invadiram a casa, que fica na Vila Bandeirantes.

Homem de 30 anos é esfaqueado em bairro e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (13), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


ERRARAM, NÃO É BOM DESEJAR O MAL PARA NINGUÉM, MAS OS LEGISLADORES BRASILEIROS, DE VEREADORES A SENADORES, QUE NÃO SE INTERESSAM MUDAR, AMPLIAR, CORRIGIR O CÓD. PENAL BRASILEIRO, É QUE DEVERIAM SER ASSALTADOS, NÃO A CASA DE MEROS SOFREDORES SERVIDORES E O POVO, POIS SE ISSO VIER ACONTECER COM SENADORES E DEP.FEDERAIS, TALVEZ O PENSAMENTO MUDE P/ ALTERAREM UMA LEI DE 49, DESATUALIZADÍSSIMA.
 
pedro braga em 30/05/2012 06:44:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions