ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Após caso de violência, moradores temem frequentar a feira no Dom Antônio

Por Francisco Júnior | 08/03/2012 18:30

Na noite de ontem, três pessoas, entre elas, um adolescente de 15 anos, foram baleadas

Vestígios de sangue ficaram no local onde aconteceu o crime. (Foto: Marlon Ganassin)
Vestígios de sangue ficaram no local onde aconteceu o crime. (Foto: Marlon Ganassin)

Um local que era para ser uma alternativa de lazer em uma das regiões mais carentes de Campo Grande está se tornando um problema de segurança. A feira do bairro Dom Antônio Barbosa, há muito tempo deixou de ser tranquila. Ontem, três pessoas, entre elas um adolescente de 15 anos, foram baleadas.

Moradora do bairro há 15 anos, a vendedora Isabel Gomes, 48 anos, diz evitar ir à feira. “Gente de bem quase não está indo mais. Antes era tranquilo, não tinha confusão. Agora toda vez que tem feira, alguma coisa acontece”, afirmou ressaltando que policiamento tem, mas o problema são as pessoas mal intencionadas que frequentam o local.

Por temer ser alvo de violência, a dona de uma loja, que não quis se identificar, diz que fecha o estabelecimento mais cedo em dias de feira. “ Na quarta-feira fico aqui até sete horas. Não dá para ficar aqui depois deste horário. É muito perigoso”, disse a comerciante.

Segundo ela, os casos de violência no bairro aumentaram após a abertura de um bar na mesma rua, Evelina Selingard, onde a feira acontece. “Acabou a feira a rua é trancada pela baderna do pessoal que vem nesse bar. Tudo quando é confusão aconteceu ali. O local é o grande problema”.

Sandra de Souza, 48 anos, dona de uma loja no bairro, diz que viu a feira começar no Dom Antônio. “ Era calma, a gente podia levar a família sem preocupação. Agora se chego a ir, fico só um pouco e vou embora. Direito tem rolo”, disse.

Tiroteio – Na noite desta quarta-feira (7), dois homens em uma moto chegaram na frente de um bar e efetuaram vários disparos. Os tiros acertaram três pessoas: Elisângela Moraes do Prates, 20 anos, Vanessa Chavier Santana, ambas de 20 anos, e João Victor Gomes Novaes, 15 anos.

As duas jovens foram atingidas no ombro. Já o garoto na coxa direita. Todos tiveram que ser socorridos para a Santa Casa.

Vestígios de sangue e o sapato de uma das vítima ficaram no local onde o crime aconteceu. O caso está sendo investigado pela 5º Distrito Policial.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário