A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

06/05/2013 20:10

Após denúncias, CRF diz que farmacêutico pode questionar receitas

Nyelder Rodrigues

As denúncias relativas ao mau uso de recursos públicos e redução da aplicação das medicações prescritas pelos médicos no Hospital do Câncer, exibidas no Fantástico deste domingo (5), fez com que o Conselho Regional de Farmácia (CRF-MS) emitisse uma nota de esclarecimento.

A nota é relativa gravação telefônica que mostrou a conversa entre a farmacêutica Renata Burale Carneiro, e a então administradora do Hospital do Câncer, Betina Siufi.

Na ligação, Renata questiona os medicamentos prescritos, e afirmando que a receita é “cabulosa” ao concordar com Betina sobre o alto preço dos remédios.

Conforme o CRF, os farmacêuticos podem e devem questionar a prescrição médica quando for constatado equívoco de prescrição, desde que seja de forma técnica, mas não pode trocar medicamentos sem ordem médica. Quanto ao preço, o farmacêutico pode sugerir a mudança para a troca pelo genérico.

Além disso, o conselho de farmácia pediu ao MPE (Ministério Público Federal) uma cópia do inquérito para avaliar a conduta ética de Renata e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Ela é registrada no CRF-MS como diretora técnica pela Farmácia Interna do Hospital do Câncer Alfredo Abrão.

Demissão – De acordo com o atual diretor-presidente do Hospital do Câncer, Carlos Coimbra, Renata foi demitida na sexta-feira (3). No entanto, ele descartou alguma ligação entre a denúncia e a demissão de Renata.

Conforme Coimbra, ela foi demitida, sem justa causa, porque ocupava cargo de confiança e tinha salário incompatível com a função. Renata recebia R$ 3,6 mil por mês e estava no hospital desde 2010.

Após escândalo, ministro da Saúde vem à Capital vistoriar hospitais
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, chega às 20h30 de hoje em Campo Grande para vistoriar pessoalmente a situação do Hospital do Câncer e do HU (...
Cadastro de biometria aos sábados começa amanhã em Campo Grande
Visando evitar que o eleitor o cancelamento de títulos de eleitores que não realizaram o cadastramento biométrico obrigatório em Campo Grande, o TRE-...


Faltou etica não foi o caso de equívoco de prescrição e trocou o medicamento sem ordem médica. Como foi falado na gravação... o Farmaceutico tem poder de zombar da médica?
 
Edilena Rocha em 06/05/2013 21:28:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions