A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Julho de 2018

11/07/2018 16:02

Após perder casa, família recebe de TV a sofá, mas não tem como buscar

Liniker Ribeiro
Alimentos doados que foram entregues para família vítima de incêndio (Foto: Fernando Antunes) Alimentos doados que foram entregues para família vítima de incêndio (Foto: Fernando Antunes)

A situação da família vítima de incêndio em uma residência do Parque do Lageado, em Campo Grande, comoveu muitas pessoas, que estão demonstrando solidariedade por meio de doações. Roupas, sapatos, cobertores, comida e móveis como sofá, cama, guarda-roupas, além de um aparelho de televisão, já foram doados. Mas, devido à dificuldade de transporte, a maioria dos produtos ainda não está com a família.

"Graças a Deus estamos recebendo ligações e apoio de muita gente. Agora precisamos conseguir um caminhão para poder ir buscar tudo o que estão nos oferecendo", revelou Lucimara Cristina de Arruda Pinto, de 26 anos, que estava na cada incendiada com os filhos e sobrinhos, quando tudo aconteceu.

Com ajuda da sobrinha, Rebeca Kelly, de 18 anos, a moradora tem listado cada produto a ser doado, junto do endereço para recolher as doações. "Ainda não sei como vamos fazer para pegar tudo, mas sempre que ligam eu vou anotando", afirmou a jovem.

 

Lucimara com os filhos e sobrinhos que estavam na casa no momento do incêndio (Foto: Fernando Antunes) Lucimara com os filhos e sobrinhos que estavam na casa no momento do incêndio (Foto: Fernando Antunes)
Lucimara, mulher que morava na casa incendiada e que estava com filhos e sobrinhos (Foto: Fernando Antunes) Lucimara, mulher que morava na casa incendiada e que estava com filhos e sobrinhos (Foto: Fernando Antunes)

Outra preocupação de Lucimara é com o lugar para onde ela e os filhos vão. "Não temos para onde ir, eu precisava muito de uma casa, porque aqui não tem condições. Só nessa noite foram 14 pessoas dormindo em uma única casa e não tem muito espaço aqui", contou ao se referir ao imóvel de uma das irmãs, para onde as crianças foram levadas após receberem alta da UPA.

Quem passou a noite no local conta que não foi nada fácil. "Foi um dormindo em cima do outro, todo mundo amontoado na sala", revelou Jocimara de Arruda Pinto, de 30 anos, irmã de Luciamara.

A família também espera contar com ajuda de doações de materiais de construção, como cimento, vigas, telhas e outros, para ajudar a dona da casa que pegou fogo. "A casa é alugada e era com o dinheiro daqui a senhora compra seus remédios. Fico preocupada porque, assim como a gente precisa, ela necessita do aluguel", afirmou Aline Cassimiro Pinto, de 36 anos, que morava com Lucimara na casa.

Doações direcionadas - Na casa da irmã, Lucimara passou o dia arrumando os produtos doados, com ajuda das familiares. Devido à dificuldade de transporte e para evitar problemas e desvios das doações, a moradora solicita que os materiais sejam entregues em um único endereço: na Rua Francisca Gonçalves Figueiredo, nº 292, Parque do Lageado.

"É bom que seja entregue aqui, até para evitar que algo não chegue até nós. Infelizmente não temos como saber o que está sendo levado para outros lugares", pede Lucimara. Informações e aviso de doações podem ser tratadas diretamente com a família pelos telefones 99245-4624 ou 99974-6434.

Ainda de acordo com Lucimara, no momento, itens que mais estão em falta são fraldas, roupas de frio - principalmente para bebê de 10 meses que está internada na Santa Casa por ter tido 15% do corpo queimado - e alimentos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions