ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 27º

Capital

"Extraviado" durante mudança de SC, Thor reencontra a dona 42 dias depois

Além de cão encontrado, outros três são procurados por mulher que se mudou para Campo Grande

Por Liniker Ribeiro e Clayton Neves | 21/06/2021 17:30
Thor em reencontro emocionante com a dona, na tarde desta segunda-feira (Foto: Clayton Neves)
Thor em reencontro emocionante com a dona, na tarde desta segunda-feira (Foto: Clayton Neves)

Quarenta e dois dias depois de “sumir” no caminho entre Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, final feliz para o pequeno Thor, de seis anos, cão que reencontrou a dona, na tarde desta segunda-feira (21), em Campo Grande. Ele e outros três animais, todos criados pela mesma mulher, desapareceram durante frete combinado pelas redes sociais. A suspeita é de que o caminhoneiro contratado para trazer a mudança da proprietária dos cães tenha abandonado os animais.

Bastante emocionada, a dona de Thor, que apesar de permitir foto, pediu para não ser identificada, não segurou o choro ao reencontrar o “filho de quatro patas”. “Você passa 7 anos criando e ficar um mês longe, sem saber onde está, é complicado. As pessoas me desencorajavam, falavam que eu nunca mais encontraria nenhum deles”, lembra.

O reencontro aconteceu na sede da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista), que em operação especial, em parceria com a ONG Cão Feliz, localizou e buscou o animal na cidade de Nova Alvorada do Sul, onde foi encontrado por moradora às margens da rodovia. A localização foi possível graças à divulgação feita pela dona dos animais, na internet.

Perante a suspeita de abandono, a Polícia Civil busca esclarecer o ocorrido. “Vamos investigar para saber o que aconteceu, se ele [o motorista] soltou ou não os animais na pista”, explicou ao Campo Grande News o delegado Maércio Alves Barbosa, delegado da Decat.

Sumiço – À reportagem, a dona de Thor, Suzi, Sara e Vitória, informou que os quatro cachorros foram entregues ao caminhoneiro, junto com a mudança, no dia 9 de maio.

“Meu pai tem 82 anos e mora aqui no Estado. Me mudei de Balneário Camboriú para cuidar dele e anunciei nas redes sociais que precisava fazer a mudança e ele [o caminhoneiro] entrou em contato se oferecendo para fazer o serviço”, conta.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A mulher afirmou que não conhecia o motorista, mas acabou fechando o serviço após ele dizer que já estava com viagem programada para Mato Grosso do Sul. “Ele saiu no dia 9 de maio e, simplesmente, sumiu com a mudança e meus cachorros”.

Segundo ela, a previsão de chegada ao destino final era na segunda-feira, 10 de maio. “Ele me pediu só R$ 200 antecipado, fiz um Pix e ele foi embora. Virando o dia, ele começou a me pedir dinheiro, disse que teve imprevisto, mas falei que não era o combinado. Ainda assim, ele insistiu por quatro vezes”. Por fim, o homem acabou aceitando e avisando que estava cansado da viagem, alertando que faria pausa para dormir.

Na terça-feira, por volta das 10h, o motorista ligou para a mulher avisando que estava chegando a Dourados, a 233 km da Capital, e indicando que havia parado pela PRF e que estava com a CNH atrasada e não sabia. Avisou também que ele teria sido notificado pelo transporte de animais, que não seria permitido como estava ocorrendo, conta a dona das mobílias.

Pela “ilegalidade” o homem disse que foi obrigado a deixar os cães. “Ele me ligou dizendo que estava voltando sem os cachorros. A partir daí, ele começou com uma série de versões. Perguntei como que não deixaram continuar a viagem, mas permitiram voltar, já que o caminho contrário era maior. Ele respondeu que tinha recebido um papel autorizando ele voltar, pedi foto do documento, mas não enviou”.

Sobre os animais, ele afirmou que teria deixado os quatro com a Polícia Militar Ambiental, mas não soube informar nem mesmo um telefone para entrar em contato.

À procura dos animais, a mulher chegou a mobilizar diversas pessoas. Ele chegou a dizer que voltaria para deixar a mudança só depois de regularizar a CNH, retomou com série de desculpas. Entre uma pressão e outra, o rapaz chegou a enviar vídeo da mudança, mas ainda sem acordo.

Com isso, a mulher procurou a polícia e também fez postagens alertando sobre o ocorrido nas redes sociais. “Ele me mandou áudio ameaçando jogar minhas coisas fora. Depois, ele e a mulher bloquearam a moradora”. Até o momento, os pertences ainda não foram entregues.

Nas redes sociais e também na cidade de Nova Alvorada do Sul, onde Thor foi encontrado, campanha tenta localizar os outros três animais desaparecidos. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário