A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

10/08/2012 18:10

Após um mês interditada, praça Pantaneira é entregue revitalizada

Viviane Oliveira
Praça Pantaneira passou por uma revitalização. (Fotos: Rodrigo Pazinato). Praça Pantaneira passou por uma revitalização. (Fotos: Rodrigo Pazinato).
Nelson Trad durante a cerimônia de inauguração. O local também é conhecido como praça Manoel de Barros. Nelson Trad durante a cerimônia de inauguração. O local também é conhecido como praça Manoel de Barros.

“A praça ficou ainda mais linda”. A frase é da técnica de enfermagem, Vanderleia Moreira da Silva, de 31 anos, que aproveitou a inauguração da praça Pantaneira, próximo à Prefeitura, na rua 25 de Dezembro com a Barão do Rio Branco, em Campo Grande, para tirar fotos com o filho Artur, de 3 anos.

Vanderleia trabalha em um hospital próximo ao local. No horário de almoço ela aproveita a sombra para descansar e ler um livro. “O meu filho é apaixonado por esse lugar, ele chama o poeta de vovô Manoel.

Após ficar um mês interditada para revitalização, o espaço também conhecido com praça Manoel de Barros, foi reinaugurada na tarde desta sexta-feira (10) pelo prefeito Nelson Trad Filho (PMDB). A entrega faz parte da comemoração aos 13 anos da Capital.

Durante a cerimônia, Trad disse que a praça foi construída no espaço da prefeitura para que o povo se sinta mais próximo da administração municipal. “A Prefeitura e a praça é da população. Sempre vai ter alguém aqui contemplando a beleza do nosso pantanal”, afirma.

O banco, os bichos e o próprio Manoel de Barros da estátua foram revitalizados pelas mãos de quem os criou, o artista Levi Batista, que também estava presente na solenidade de inauguração.

“Após esse trabalho, passei a ser chamado para mostrar minha arte em outros Estados. No ano passado construí em Araruna (PR) uma arara de 18 toneladas com 13 metros de altura”, afirma.

Além de uma capivara e dois sapos a mais, foram acrescentados um portal e tuiuiús. O carro de boi também mostra que o poeta veio do Pantanal. A iluminação colorida e a lixeira foram colocadas em tocos de árvores. Já nas duas cachoeiras os peixinhos carpas fazem a alegria da criançada.



E a praça dos comerciários? Nunca foi sequer reformada. Qdo vai ser lembrada? Está numa região que se valoriza dia-a-dia e fica a mercê do descaso. Os moradores da Vila Alba vão lembrar desta praça abandonada nas eleições.
 
Fernando Almeida de Lima em 11/08/2012 07:26:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions