A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

29/11/2011 12:15

“Arrancaram um pedaço de mim”, diz mãe de Rogerinho em depoimento

Aline dos Santos e Nadyenka Castro

Na voz de Ariana Pedra, o relato cronológico de 18 de novembro de 2009, último dia de vida do menino, emocionou o plenário.

Emocionada, mãe relatou o último dia de vida do filho de dois anos. (Foto: João Garrigó)Emocionada, mãe relatou o último dia de vida do filho de dois anos. (Foto: João Garrigó)

“Pela manhã, meu filho estava sorrindo e pedindo uma árvore de Natal. Às 10h, levou um tiro. Depois, na Santa Casa, lutou pela vida. À noite, estava dentro de um caixão, sendo velado”.

Na voz de Ariana Pedra, o relato cronológico de 18 de novembro de 2009, último dia de vida de Rogerinho, emocionou o plenário durante o julgamento do jornalista Agnado Ferreira Gonçalves, que matou a criança em uma briga de trânsito, em Campo Grande.

Aos jurados, a mãe de Rogério Pedra Neto, de dois anos, descreveu a perda do filho. “Arrancaram um pedaço de mim. Quando sinto saudades, vou ao cemitério e passo a tarde. Vejo a estrelinha com o dia que ele nasceu e a cruz com o dia em que morreu”, contou, em lágrimas.

Ariana Pedra ainda relatou a preocupação com a filha Ana Maria, hoje com sete anos. A menina estava ao lado do irmão no momento em que ele foi baleado. “Ela sente falta do irmão, fala que o Rogerinho vai voltar. Agora, o que tenho para fazer é rezar muito com ela”, afirma.

Além da mãe de Rogerinho, prestaram depoimento Aldemir Pedra Neto e João Alfredo Pedra, respectivamente, tio e avô do menino. Uma estudante também prestou depoimento como testemunha de acusação. Ela disse ter visto a caminhonete, o carro e ouvido os tiros.

Caso - Durante a discussão com o tio do menino, o jornalista efetuou quatro disparos, atingindo João Alfredo e Rogerinho, que foi baleado no pescoço, e não resistiu ao ferimento. A família estava em uma caminhonete L-200 e o jornalista em um Fox.



Todo mundo falando de punir jornalista e tio, mas ninguem se poe no lugar dos dois, Deus apanho e foi crucificado e suportou tudo quieto, se o jornalista tivesse tomado uma outra atitude, aposta que hj ele taria apenas embrando de uma discussao e nao sendo julgado de ter matado uma criança. As veses recuar de uma situação e ser esperto.
 
Andre luis em 30/11/2011 07:56:50
E o tio não vai pra cadeia tbm. ele tbm e culpado pela morte da criança,...
 
donato barcaça junior em 29/11/2011 12:56:17
so quem e pai pode imaginar a dor que esta mae esta sentindo, sou pai de uma menina de 2 anos, e nem se quer imagino uma situação desta, o que este jornalista covarde, que destruiu com a vida desta familia merece e sim uma punição bem severa... e que a nossa justiça nao deixe isso como uma pena em liberdade..
 
Robson Sabino em 29/11/2011 12:44:04
Senhora a outra parte será arrancada quando qdo a justiça soltar o assassino ! São tantos indultos e apelações que mesmo que ele pegue 20 anos não passa nem dois na cadeia !
 
Angelo Fantin em 29/11/2011 12:39:28
¨bem lembrado e o tio do menino ninguem fala nele,eita justiça.
 
marluci de oliveira em 29/11/2011 05:37:08
QUE DEUS ABENCOE ESSA FAMILIA, MAS QUE A JUSTICA NAO FALHE, QUE SEJE PUNIDO O REPORTER E CONSEQUENTEMENTE O TIO PITBOY QUE COM CERTEZA TEVE UMA PARCEELA GRANDE DE CULPA.
 
gilvania silva em 29/11/2011 05:34:01
Eu morava em Campo Grande quando essa barbaridade aconteceu e foi um dos motivos para me mudar da cidade que eu acredito ser sem lei, espero que as coisas tenham mudado por ai e que a Justiça seja feita, pois nada justifica a morte de uma criança por uma discussão banal e que envolve bens materiais. Peço do fundo do meu coração que ilumine essa mãe e que ela possa ter várias alegrias na vida.
 
Weber Pessoa em 29/11/2011 05:27:13
Quem cometeu crime foi o jornalista, portanto só ele deve ser julgado, o tio cometeu o erro de entrar em uma discussão rídicula e por isso já pagou, porque com certeza a dor de ter perdido o sobrinho nessa circuntância é uma punição.
 
Adriana Moura de Arruda em 29/11/2011 05:00:49
espero que deus ilumine o coração do juiz na hora do julgamento e de a pena maxima
pois tenho certeza que se fosse com filho desse malacabado ele tb ia querer justiça
agora cabe na mão desse juiz dar a centença que ele merecer e que deus ilumine ele pois esse vagabundo tem dinheiro e no brasil a justiça e cega mas deixa estar a justiça divina não falha o lugar dele no inferno esta preparado.
 
AMANDA FERRAZ em 29/11/2011 04:40:29
O poder Judiciário deve julgar somente assasinos, neste caso não é o tio, e sim o Jornalista, q tbm poderia ter evitado a tragédia, porque porte de amar é pra polícia, usar arma sem porte é BANDIDO neste caso, comenta vc tbm um abraço.
 
Israel Figueiredo em 29/11/2011 04:37:56
Espero que a justiça dos homens seja feita .....
 
Giseli Zanini em 29/11/2011 04:17:37
E o tio, ninguem vai cobrar a responsábilidade dele, é tão culpado quanto
o que atirou.
Cadea nele tbem
 
Luiz Antonio Souza em 29/11/2011 03:43:55
O Mãezinha,que Deus conforte o teu coração e te dê muita paz junto com tua filhinha, acredite na justiça,éla não vai libertar esse "bicho"assim como eu acredito ele vai pagar pelo seu crime até que um dia se arrependa de verdade e pare de inventar mentiras para se defender,e isso com certeza irá demorar muuuiiito,Abraços a familia.
 
Roselina Correia em 29/11/2011 03:37:45
Quando vai acontecer o juri popular do tio do garoto, também e principal culpado por esta tragedia?
 
MARCO COSTA em 29/11/2011 03:37:08
esperando justiça somente p/ o Jornalista.
Todos os Srs. amigos do Sr.Arnaldo, são pessoas de carater, aposentados da PF, Tj,etc...sem problemas c/ a justiça. Todos só tecem, bons comentários sobre sua pessoa.
Gostaria muito, de ver uma justiça JUSTA nesse caso. Um pecou pela impulsividade, o outro pela arrogância, prepotência, Imaturidade,falta de limite,certeza de impunidade e BABAQUICE pura.
 
neyde de oliveira em 29/11/2011 03:34:43
Pena que só o jornalista, esta sendo julgado e o Pitboy? O tal tio, rei de confusão por onde passa, como fica?
Quem ficaria quieto, se fosse insultado, empurrado, com direito a chutes em seu veículo? Só o jeito arrogante do Agroboy diz tudo.
Quem REALMENTE matou esse guri, foi o titio.
Chega ser nojento esse sensacionalismo todo pela cidade. Quem já viu ou conhece a fama do bad boy, não fica
 
neyde de oliveira em 29/11/2011 03:25:44
ARIANA, QUE DEUS ACALME SEU CORAÇÃO, QUE DEVE ESTAR EM FRANGALHOS, SÓ MESMO SENDO MAE-PAI PRA SABER O QTO DÓI. MAS REALMENTE NOSSA JUSTIÇA É MUITO BRANDA E ESSE ASSASSINO DEVERA AO MAXIMO FICAR 6 ANOS NA CADEIA. TORCEMOS ENTAO PARA A JUSTIÇA DIVINA, JA QUE AQUI NAO É O TEXAS OU OTRA REGIAO DA AM DO NORTE, QUE AÍ SIM, A JUSTIÇ SERIA FEITA. PAZ DO SENHOR ESTEJA AO SEU LADO ARIANE.
 
LUCIANO MARQUES em 29/11/2011 03:09:24
Acho que o jornalista tem que ser condenado mas teria

que dividir a pena com o tio do menino que foi o causador

de toda a tragédia, foi irresponsável pois ele estava com

as crianças e mesmo assim não evitou a discussão, a

culpa tem que ser dividida.
 
luiz antonio em 29/11/2011 03:08:13
EU QUERO ACREDITAR QUE VAI HAVER JUSTICA NESSE CASO E NO CASO DO BRUNAO;,O SEGURANCA QUE FOI ASSASSINADO COVARDEMENTE PELO LUTADOR DE ARTES MACIAIS CRISTHIANO LUNA,QUE POR SINAL ENCONTRA-SE SOLTO GOZANDO DAS FALHAS DA NOSSA JUSTICA ARCAICA,ESSES ALGOZES RESPONDEM PELO CODIGO PENAL DE 1940,EU DESEJO A ESSAS FAMILIAS UM FINAL PELO MENOS JUSTO, PORQUE FELIZ NAO TEM COMO ACABAR.
 
junior celso em 29/11/2011 02:54:40
A perda de um filho é a pior coisa que uma Mãe pode passar.
Vamos dizer NÃO contra a impunidade, isso poderia ter acontecido com qualquer um de nós, diante toda violência nas ruas de Campo Grande.
 
Matheus Salles em 29/11/2011 02:52:57
Essa mãe hj chora a falta de um filho, acho que todos deveriam ter mais educação no trânsito para que essas coisas não se repita,hojem em dia o trânsito é pé no acelerador e mão na buzina...cade a direção defenciva?
 
Ana Carolina Sanches em 29/11/2011 02:44:10
Alguém sabe quando vai ser a audiência do tio? essa justiça é uma piada mesmo, o cara se envolve em confusão, provoca no trânsito e é o bom moço agora, rsrsrs, ta de brincadeira essa justiça.
 
Edivaldo Andre em 29/11/2011 02:42:10
condenado!estou na torcida para que essa vagabendo pague pelo que ele fez,aqui ele vai acertar contas com sociedade,depois vai acertar con com DEUS,tomará que fique o resto da vida na cadeia.
 
Nilton junior em 29/11/2011 02:24:04
Sinto muito pela perda dessa mãe, realmente a morte de um filho é inaceitável, mas ela também deve se conscientizar que o seu irmãozinho bad boy que estava dirigindo a camionete e que começou toda a confusão também tem sua parcela de culpa na morte do Rogerinho!!!! Quem está com duas crianças dentro de um carro não fomenta briga nenhuma... Ma como todos sabem o bad boy adora uma confusão mesmo...
 
Maria Pereira em 29/11/2011 01:58:17
Deus conforte essa mãe! e que os homens possam punir esses 2 monstros, sim digo 2 porque o irmão dessa senhora teve participação direta no assassinato do sobrinho, metido a valente acabou vitimando um inocente. podia ter desviado e chance houve, mas preferiu ir atras caçar confusão. isso os 2 vão ter que carregar até o ultimo das suas vidas.
 
betania oliveira luz em 29/11/2011 01:51:30
Que o réu seja condenado, mas que o tio do menino perceba que não é porque está numa caminhonete que se pode agir como dono do trânsito. Mais humildade.
 
Murilo Ferreira Borges Delmondes em 29/11/2011 01:50:42
o mais engraçado de tudo isso que o irmão da vitima ,que provocou a briga ninguem fala dele e parece que com ele nada aconteceu.
 
MARIA ANTONIA em 29/11/2011 01:31:39
eu espero do fundo do meu coração q a justiça seja feita q eese bandido apodreça na cadeia.... imagina pra uma mae perde o filho de 2 aninhos dessa forma
 
carol ferreira em 29/11/2011 01:31:10
Compreendo a dor da mãe. Mas neste "arrancaram" a realidade infelizmente mostra que o plural nunca foi tão bem usado.
O Sr. Agnaldo e o Sr. Aldemir Pedra Neto ARRANCARAM o filho dessa mulher. Um, por inconsequência e fúria. O outro, por um comportamento reincidente de inadequação social. A justiça será feita pela metade, para variar.
 
Madalena Sortioli em 29/11/2011 01:17:04
Que a justiça seja feita, e o réu seja punido a fim de evitar novos sofrimentos.
 
Hera Luana Luiz em 29/11/2011 01:13:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions