A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

10/01/2018 17:52

Assaltante baleado por policial militar responde na justiça por três roubos

Carlos Cléverson foi preso na noite desta terça-feira preso após cometer vários assaltos e ser baleado por um policial militar de folga

Geisy Garnes
Carlos Cléverson está internado no Hospital Universitário (Foto: Divulgação)Carlos Cléverson está internado no Hospital Universitário (Foto: Divulgação)

Carlos Cléverson da Costa Gonçalves, preso após cometer vários assaltos e ser baleado por um policial militar de folga na noite de ontem, responde na justiça por pelo menos outros três roubos. O suspeito de 23 anos, possui uma extensa ficha criminal, que ainda acumulam o crime de ameaça.

Conforme apurado pela Campo Grande News, a ficha criminal de Carlos começa quando ele ainda era adolescente e foi flagrado por porções de drogas. Já adulto, o suspeito foi indiciado por roubo majorado por emprego de arma pela primeira vez em abril de 2015. Dois meses depois, ele acabou preso em flagrante após o roubo de um celular no Jardim Parati.

Em fevereiro de 2016, Carlos foi apontado como o autor do roubo de um iPhone 6s, avaliado em R$ 3,5 mil, no Jardim TV Morena. Para cometer o crime, ele usou uma motocicleta Honda CB 300, que não conseguiu ligar e acabou abandonando para conseguir fugir.

Já em março de 2017, o suspeito e um comparsa foram presos, novamente em flagrante, após assaltarem três pessoas na região do Jardim Nashiville. Duas as vítimas estavam em uma pizzaria quando foram abordadas pela dupla, armada com um revólver calibre 32. Um dos aparelhos era um iPhone, que foi rastreado e acabou ajudou a polícia a encontrar os suspeitos.

Por esse crime, Carlos foi condenado a 4 anos de prisão em regime aberto. Ele cumpria pena no Centro Penal Agroindustrial da Gameleira quando fugiu, durante um banho de sol, em novembro do ano passado.

A prisão - Conforme boletim de ocorrência, Carlos armado com revólver roubou uma motocicleta Honda Bros 150 e outros objetos de um homem de 47 anos, que entrava em uma lanchonete. Em seguida, o suspeito fugiu e passou a cometer vários assaltos com o veículo.

Na Rua Benício Pires Freitas, no Jardim Morenão, o assaltante roubou celulares de duas pessoas. Em seguida, foi para um estabelecimento no Bairro Universitário e lá abordou os clientes e o proprietário de 22 anos, que estava no caixa. As vítimas foram obrigadas a ir para o banheiro, enquanto Carlos, com o rosto coberto por capacete, roubava o dinheiro do caixa.

Durante o assalto, o policial que passava na via, percebeu a situação, estacionou o seu veículo e deu voz de parada ao bandido. No entanto, o suspeito não obedeceu e sacou a arma, mas foi atingido por dois tiros, no antebraço e no ombro. Ele foi socorrido para o Hospital Universitário, onde permanece internado sob escolta policial.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions