A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

20/03/2012 15:05

Segurados esperam fechar acordos justos durante mutirão do DPVAT

Mariana Lopes

Até a sexta-feira (23), serão 600 audiências, que já estão marcadas com as partes

Claudete passa por perícia antes de entrar na sala de audiência (Foto: Mariana Lopes)Claudete passa por perícia antes de entrar na sala de audiência (Foto: Mariana Lopes)

Vítimas de acidentes de trânsito, segurados do DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) esperam, nesta semana, agilizar processos e fechar acordos justos durante o mutirão, realizado no Fórum de Campo Grande.

Segundo o juiz Marcelo Rasslan, o mutirão envolve processos que já estavam em andamento e enrolados há anos na Justiça. Em paralelo às audiências, médicos peritos estão no local atendendo os segurados.

Para a advogada Gabriela Mendes, que acompanhava seu cliente na audiência, o papel da perícia é essencial na hora de fazer acordo. “É ela que vai apontar a porcentagem de invalidez do assegurado”, explica.

No caso do cliente dela, Claudio Nogueira Rodrigues, 40 anos, que sofreu uma queda de moto após atropelar um cachorro, a perícia atestou perda anatômica e/ou funcional completa de um dos membros inferiores. A perícia diz que ele perdeu 75% do movimentos.

De acordo com a tabela que estabelece os valores dos seguros, Claudio teria que receber R$ 7 mil, porém, o acordo foi fechado entre as partes por um valor abaixo disso. Apesar da desvantagem, Gabriela afirma que se não fosse o mutirão, o processo poderia demorar cerca de mais um ano.

Esperança – Para Claudete Arantes de Carvalho, 41 anos, a audiência de hoje pode ser o primeiro passo para conseguir dar entrada em um carro. Com várias marcas pelo corpo, conseqüência dos acidentes que se envolveu com moto, ela diz que ficou traumatizada e agora quer um veículo mais seguro.

Claudete vive há um ano com o auxílio doença, pois perdeu parte do movimento de uma das mãos, além do baço. O primeiro acidente aconteceu em janeiro de 2010, e cinco meses depois ela se envolveu em outro.

Ela receberá o DPVAT dos dois acidentes, porém, apenas um foi inserido no mutirão, o outro correrá o processo normalmente. “Estou bem esperançosa de sair um acordo bom para eu conseguir meu carro, porque estou andando à pé, fiquei com síndrome do pânico”, conta.

Balanço - No primeiro dia de mutirão, foram 45 audiências, que resultaram em 34 acordos. Até a sexta-feira (23), serão 600 audiências, que já estão marcadas com as partes. Conforme Rasslan explica, o assegurado que não comparecer no dia que foi agendado, perde a oportunidade e terá que voltar ao processo normal.

Interessados em obter informações sobre como solicitar as indenizações DPVAT nas seguradoras poderão se dirigir ao Fórum de Campo Grande durante o período de realização do Mutirão de Conciliação ou entrar em contato com o SAC da Seguradora Líder pelo 0800 221 204 ou ainda acessar o site http://www.dpvatseguro.com.br/.

O Mutirão de Conciliação é uma parceria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul com a Seguradora Líder, responsável pelo gerenciamento do seguro DPVAT.

Com o resultado da perícia em mãos, Gabriela mostra para Claudio a tebela com os valores dos segurosCom o resultado da perícia em mãos, Gabriela mostra para Claudio a tebela com os valores dos seguros
Até sexta-feira, 600 audiências já estão marcadas com as partesAté sexta-feira, 600 audiências já estão marcadas com as partes


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions