A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/01/2014 10:27

Autoescola não tem simulador em MS, mas CNH vai ficar até R$ 300 mais cara

Aliny Mary Dias
Aulas em simulador custarão R$ 60 (Foto: Marcos Ermínio)Aulas em simulador custarão R$ 60 (Foto: Marcos Ermínio)

Em vigor desde o 1º dia de 2014, a resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que obriga as autoescolas a oferecer aulas em simuladores de direção ainda não pode ser cumprida pelos 58 centros de formação de condutores de Campo Grande. A obtenção da carteira de motorista pode ficar até R$ 300 mais cara com o equipamento.

O presidente do SindCFC (Sindicato dos Centros de Formação de Condutores) do Estado, Wagner Prado, explica que apenas um simulador está instalado e funcionando em Mato Grosso do Sul.

Outros 50 aparelhos já foram adquiridos e devem chegar à Capital até meados do mês de fevereiro. O presidente afirma que parte dos simuladores foi paga com recursos próprios do sindicato e o restante será comprado pelas autoescolas. Cada equipamento custa cerca de R$ 40 mil.

“Nós fizemos uma assembleia geral em dezembro e eu trouxe uma empresa que nos ofereceu os preços mais acessíveis. Fizemos o compromisso de comprar essas 50 máquinas que serão instaladas em todo o Estado”, explica.

Apesar da ausência das máquinas, Wagner afirma que a situação não paralisa a emissão das carteiras. A justificativa ocorre em razão de que as aulas nos simuladores só valem para aqueles que deram entrada no processo este ano. A média de tempo que cada candidato leva até chegar ao período de aulas práticas é de 40 dias, na Capital, sendo assim, o prazo seria o mesmo estipulado para a instalação dos simuladores.

No interior do Estado, as bancas de avaliação prática são itinerantes e o candidato pode levar até dois meses para as aulas práticas.

O sindicato dos centros afirma que os valores das carteiras devem aumentar entre R$ 250 a R$ 300. A média do valor de cada aula no simulador será de R$ 60.

O levantamento do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito) que contabiliza as CNHs (Carteira Nacional de Habilitação) emitidas em todo o Estado ainda está sendo finalizado, mas conforme a assessoria, a Capital emitiu média de 20,615 mil habilitações no ano passado.

Em todo o Estado, o número chega a 71,935 mil. O relatório com todos os números do ano passado deve ser publicado ainda esta semana pelo órgão.

Simulador traz ao candidato características reais do trânsito (Foto: Marcos Ermínio)Simulador traz ao candidato características reais do trânsito (Foto: Marcos Ermínio)
Candidato a motorista terá de usar simulador antes das aulas práticas
Os alunos de autoescolas, que irão tirar carteira de motorista na categoria B, terão que usar um simulador de direção antes das aulas práticas. A obr...
Simulador da Stock Car estará no Shopping dias 28 e 29
Uma pista que simula a Stock Car estará montada no Shopping Campo Grande nos dias 28 e 29 de junho. Para ...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


Sou um dos fabricantes de simuladores e o simulador veio para ajudar e nao para complicar
entrem emmeu site
www.virtualçracer.webs.com
 
fernando cameranesi em 23/01/2014 14:06:40
Sempre achando jeito de tirar dinheiro do povo sem necessidade !
 
Lorena Rodrigues em 08/01/2014 01:32:23
MINHA NOSSA, SE EM CAMPO GRANDE O POVO JÁ DIRIGE MAL FAZENDO AS AULAS NA RUA EM SITUAÇÃO REAL, NA HORA QUE COLOCAR O SIMULADOR VAI SER UM DEUS NOS ACUDA NO TRANSITO, FORA AS AUTO ESCOLAS, QUE HOJE ESTÃO MUITO BEM FINANCEIRAMENTE, DIGA-SE DE PASSAGEM, REPASSAR O VALOR DO SIMULADOR AOS CLIENTES, ISSO É UMA VERGONHA!!!!
 
maximiliano nahas em 07/01/2014 14:15:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions