A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/04/2015 20:54

Autor do esquema de extorsão se apresentará na próxima semana, diz advogado

Daniel Machado
A informação é do advogado dele, Hamilton Ferreira de Almeida, que negocia com o juíz, promotor e delegado responsáveis pelo caso a delação premiada em troca da liberdade. (Foto: Divulgação)A informação é do advogado dele, Hamilton Ferreira de Almeida, que negocia com o juíz, promotor e delegado responsáveis pelo caso a delação premiada em troca da liberdade. (Foto: Divulgação)

Após ter sua prisão preventiva decretada, o homem que comandava o esquema de agenciamento e exploração sexual de adolescentes e de extorsão junto a políticos e empresários de Campo Grande, Fabiano Viana Otero, atualmente  foragido, deve se apresentar na semana que vem à DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente). 

A informação é do advogado dele, Hamilton Ferreira de Almeida, que negocia com o juíz, promotor e delegado responsáveis pelo caso a delação premiada em troca da liberdade.

Em entrevista ao Campo Grande News, o advogado disse que foi proibido de comentar sobre o assunto com a imprensa, mas confirmou que a proposta de delação premiada de fato existe.

"O Fabiano está tranquilo e vai comparecer à DEPCA na semana que vem para prestar depoimento e colaborar com as investigações. Após isso, ficará à disposição das autoridades e trabalharemos por sua soltura", revelou. "Há sim a proposta da delação premiada e a possibilidade de ele ficar em casa. A delação premiada pode implicar redução e até mesmo perdão da pena depois da oitiva (audição)", finalizou.

Novos envolvidos - O advogado de Fabiano propôs a delação premiada, ontem à tarde, em conversa com a juíza responsável pelo caso e, na manhã de hoje, com o promotor de Justiça, Celso Botelho. Ele também já tratou da proposta com o delegado Paulo Sérgio Lauretto, da DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente).

Fará parte da delação premiada a entrega de novos vídeos com imagens das adolescentes com Assis e Bueno. As gravações foram feitas pelas meninas sob orientação de Otero. Ele também arrumou os equipamentos usados nas gravações.

Já os nomes de outros políticos envolvidos no escândalo serão entregues por Fabiano Otero, mas eles não aparecem nas imagens. O Campo Grande News apurou que Otero dirá que eles tiveram participação indireta na exploração sexual das três adolescentes.

Hamilton compareceu na DEPCAna manhã de hoje (24), após o pedido de prisão preventiva de seu cliente. Sobre a delação premiada, o advogado não quis antecipar detalhes, mas destacou que irá conversar com o promotor responsável pelo caso, apontando novas provas, pedindo assim a revogação da prisão em troca dos documentos e vídeos.

O advogado não quis comentar sobre as informações que serão repassadas para o promotor durante a reunião “sigilosa e muito importante”, mas afirmou que “coisas novas” serão entregues sobre o escândalo.

O empresário Luciano Roberto Pageu, 40 anos e o ex-vereador Robson Martins tiveram a prisão preventiva decretada e irão responder pelos crimes de indução de menor ao crime e extorsão, assim como Otero. Bueno e Assis vão responder por exploração sexual de adolescentes e podem ser condenados a pena de até 10 anos de reclusão.

Conforme o titular da DEPCA, há vídeos em que os dois políticos aparecem mantendo relações sexuais com duas adolescentes. Para complicar a situação de ambos, em uma das gravações, a menina confessa que tem apenas 15 anos de idade.

Lauretto acredita que Assis não chegou a ser extorquido porque o último encontro de políticos com as meninas ocorreu no dia 22 de março e o esquema foi descoberto no dia seguinte. Todos os vídeos do ex-deputado e do vereador mantendo relações com as meninas foram apreendidos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions