A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/09/2013 08:52

Barulho de suposto Centro Espírita gera revolta e incomoda moradores

Elverson Cardozo
Suposto Centro Espírita fica na esquina das ruas General Arthur Sother e Embaúbas. (Foto: Cleber Gellio)Suposto Centro Espírita fica na esquina das ruas General Arthur Sother e Embaúbas. (Foto: Cleber Gellio)

O barulho que vem de um provável Centro Espírita tem incomodado, gerado reclamações, ligações à polícia e tirado o sono dos moradores do Jardim Samambaia, em Campo Grande. O local fica na esquina das ruas General Arthur Sother e Embaúbas.

Dos entrevistados ouvidos pela reportagem do Campo Grande News, ninguém, por medo de retaliação, aceitou mostrar o rosto, nem quem não se sente incomodado, mas os relatos e as reclamações são unânimes.

A maioria não questiona a crença dos frequentadores do possível Centro Espírita. Querem apenas que eles cumpram a Lei do Silêncio e respeitem a vizinhança, o que, segundo relatos, não vem acontecendo. “Aqui é um barulho que ninguém aguenta. O negócio começa às 15h e vai até às 5h da manhã. ”, disse uma moradora, que reside no bairro, próximo ao local, há 7 anos.

Segundo ela, às quartas-feiras, o movimento começa no meio da tarde e passa das 10h. Aos sábados, começa por volta das 15h e só termina no amanhecer do dia, perto das 5h de domingo. “É batuque de tambor, grito e cantoria. O barulho parece que está dentro do nosso quarto. Não conseguimos descansar por causa disso”, comentou.

O marido confirma e ressalta que a crença alheia não o incomoda, mas pede sensatez e educação. “Se fizessem isso até umas 10h e parassem, tudo bem, mas é a noite toda”, contou. A esposa, revolta, coloca “fogo na fogueira”. “Dizem que, quando é altas horas da noite, todo mundo fica nu aí dentro”, disse.

A declaração tem tom de especulação, mas outra vizinha garante que a informação é verdadeira, apesar de ter sido um fato isolado que ela diz ter presenciado com os “próprios olhos”. “Fiquei escandalizada. Era de manhã. A música estava bem alta, com letra bem pesada. Comecei a ver eles com péssimos olhos depois disso, porque vi que não era só um culto”, afirmou, do dizer que ela é evangélica, tem a prática de promover encontros religiosos em casa, mas sempre se preocupa com os excessos e evita invadir o território alheio.

“A gente gostaria de ter uma boa convivência. Aqui em casa não praticamos isso, mas respeitamos e eles não respeitam”, declarou, ao comentar que, aos finais de semana, costuma receber amigos em casa, mas, às vezes, não consegue nem conversar, tamanho barulho.

Fora o barulho, há relatos de “trabalhos” deixados na esquina, na entrada da casa, onde funciona o suposto Centro, e sacrifício de animais. “Já mataram galinha e jogaram o sangue na entrada, deixaram vela acesa no portão. Já vi entrando até com pombo”, comentou um adolescente. A moradora, que garante ter visto a orgia, também faz menção a isso e ressalta: “Eles fazem, sim, sacrifício de animais”.

Apesar de a maioria reclamar, há quem não se sente incomodado. É o caso do aposentado Pedro Roque da Silva, 83 anos, que mora em uma kitnet bem em frente à residência que é alvo de polêmica. “Tem gente que se incomoda, eu não, porque eles fazem isso só aos sábados e, às vezes, nas quartas”, comentou.

Mas a reclamação, disse, tem fundamento. “As pessoas que se incomodam estão certas porque tem gente que trabalha cedo. Acho que deveriam fazer isso até umas 22h”, concluiu.

O Campo Grande News procurou os responsáveis pela casa onde funciona o suposto Centro Espírita, mas ninguém estava no local para atender a reportagem.

Líder de Centro Espírita rebate denúncias e diz que "portas estão abertas"
De “portas abertas” para os vizinhos, o coordenador de almoxarifado Gustavo Tavares, 29 anos, disse que jamais imaginou que a sua religiosidade estar...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


O CODIFICADOR DA DOUTRINA ESPÍRITA SR ALLAN KARDEC CRIOU O TERMO ESPÍRITA E ESPIRITISTA PARA DIFERENCIAR A DOUTRINA DOS ESPÍRITOS DAS OUTRAS CRENÇAS RITUALÍSTICAS TAIS COMO: UMBANDA , CANDOMBLÉ ENTRE OUTRAS POR TANTO NÃO DEVEMOS GENERALIZAR AO CITAR TAIS RITUAIS COMO ESPÍRITAS POIS O ESPIRITISMO É CIÊNCIA CUJA RELIGIÃO SE BASEIA NA CARIDADE NÃO POSSUI NENHUM TIPO DE RITUAL APENAS AMOR AO PRÓXIMO
 
sandra lopes em 22/09/2013 20:04:14
Queridos... entendam que CENTRO ESPÍRITA é diferente de TERREIRO DE UMBANDA, que é diferente de TERREIRO DE CANDOMBLÉ... Isso é generalizar! Além disso, respeito com as crenças alheias é muito bom. Ou eu também posso afirmar que Evangélico é tudo igual? Que todos são como o Feliciano, ou então que os frequentadores da batista, sara nossa terra, do reino de deus são todos iguais e com a mesma linha de pensamento e ação? Especular o que ocorre dentro do local, que ao meu ver é na verdade um Terreiro de Umbanda ou Candomblé, é fácil. Por que não ir até o local e verificar antes de julgar?
 
Fernanda Marques em 21/09/2013 17:59:19
Quanta ignorância... nunca vi centro espírita fazer barulhos....
 
Gilberto Medina em 21/09/2013 17:02:17
por favor, existe uma diferença de Centro Espírita e Terreiro. a reportagem usa o título "centro espírita", mas descreve situações que acontecem em alguns terreiros, Casa Espírita não tem batuque, não há trabalho, é apenas local de oração.
 
Rafael Acosta em 21/09/2013 13:50:12
Bem colocado Rose!! E outra, vizinhos com som, muleque que chega de madrugada com som alto e chutando o portão dele, mas acordando a vizinhança? Como faz??? Ligar no 190 eles dizem que vão mandar uma viatura, domingo passado fiquei de 10 da manhã até 9 da noite ligando, depois não entendem como tem tanta briga entre vizinhos!!!
 
Paulo Régis em 21/09/2013 13:16:22
Só tenho a dizer que nas quartas-feiras na ha funções na casa pois todos que la frequentam sao cidadãos que cumprem seus compromissos profissionais não existe nenhum à toa la dentro, todos trabalham durante a semana toda, no local so ha funções dois sábados no mês com horário de inicio e termino. As pessoas incomodadas deveriam ir reclamar no local e não fazer isso da forma que fizeram, pois isso não se caracteriza pessoas civilizadas, creio que um bom dialogo resolve muita coisa, e outra coisa não ha matança de bichos jogados pelo lado de fora e nem mesmo sangue de animais, quem disse isso nao tem o que falar. O q esta faltando ha essas pessoas é o que chamamos de fé e fortalecimento espiritual e outra orgias deve acontecer na casa de vocês pois aqui somos todos de respeito.
 
Andrea Ramires Ricardo em 21/09/2013 13:09:20
Isso não se pode dizer que seja um "centro espírita", sou kardecista e espiritismo nao é isso!
 
Aline Amaral Pereira em 21/09/2013 13:05:39
Estão falando demais o que não sabem. Centro Espírita não faz sacríficio, nem barulho, batuque, gritos, muito menos orgias. Não digo em relação às orgias, mas quem faz sacríficio e barulho é Umbanda, Candomblé...
Não existe macumba em centro espírita! Se informem antes!
 
diana rocha em 21/09/2013 12:45:10
Centro Espirita não faz barulho, o "centro" que voces estão noticiando tem outro nome...
seria interessante que a reportagem se informasse melhor para não misturar "alhos com bugalhos"...
assim como nem todas as pessoas que tem olhos puxados são japoneses,
nem todo culto reencarnacionista é espirita.
 
Eny Feliz em 21/09/2013 12:32:47
Pelo amor de deus, isso não é centro espírita aqui nem na casa do chapéu!
 
Solange Magalhães Araújo em 21/09/2013 11:38:22
É preciso ter cuidado ao fazer ligações tão afirmativas entre religiões "espiritualistas" com "espíritas", que são absolutamente diferentes. Centros espíritas são casas de oração onde se segue o evangelho e se preza o silêncio e a prece. No Brasil, há uma infinidade de cultos "espiritualistas" como: Candomblé, Umbanda, Quimbanda, Ocultismo, Pajelança, etc, que foram trazidas para o Brasil pelos negros africanos, na condição de escravos. Ou religiões que absorveram ou adotaram costumes e rituais africanos". Essas religiões em sua maioria, tem em seus ritos, os conhecidos "batuques e cantorias". O que não podemos é confundir falta de educação, ética e bom senso com "religião".
O silêncio é uma prece! Fiquem com Deus.
 
Erika Silva em 21/09/2013 11:16:47
Agora fiquei curioso... se os fatos acontecem dentro do imóvel, como é que temos uma testemunha ocular ? Ela estava lá também quando "presenciou a orgia", então ?
 
claudio fernandes em 21/09/2013 11:03:38
Mesmo usando o termo "suposto Centro Espírita" acho uma irresponsabilidade a atribuição, Centros Espíritas não tem absolutamente nada a ver com tambores, danças, sacrifício e, pelo amor de Deus, "orgias"??? os centros são lugares de trabalhos em prol da caridade, reflexões, palestras, estudos da doutrina e orações. O título da matéria é um total desrespeito não só a doutrina, mas a toda e qualquer forma de orientação religiosa voltada à prática do bem, valores da família e sociedade. Lamentável....
 
Eduardo Hernandez em 21/09/2013 09:39:17
Em visita na casa de um amigo que reside próximo ao local, tivemos a oportunidade de passar por perto e confesso que fiquei surpreso com a cantoria e os batuques. Seja qual for o tipo de conduta dessas pessoas, apenas temos que pedir a Deus misericórdia deles e repreensão de toda a obra do mau neste lugar.
 
Fernando Souza em 21/09/2013 09:35:33
Quando as pessoas vão aprender a diferença entre CENTRO ESPIRITA e TERREIRO? pois no Centro Espirita não existe batuque e nem trabalham madrugada adentro e muito menos incomodam as pessoas.
 
ROSE MAIRE LEONARDO em 21/09/2013 09:18:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions