A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/09/2015 14:16

Bernal reclama de serviço “meia-boca” e avalia romper contrato com Solurb

Michel Faustino e Antonio Marques
Bernal disse que serviço está meia-boca e muitos moradores tem reclamado do serviço. (Foto: Marcos Ermínio)Bernal disse que serviço está "meia-boca" e muitos moradores tem reclamado do serviço. (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito Alcides Bernal (PP) declarou, nesta segunda-feira (21), que avalia a possibilidade de intervenção e até mesmo rompimento do contrato com a concessionária CG Solurb, responsável pela coleta de lixo da Capital. Bernal alega que "a Solurb está realizando um serviço meia-boca” e vários bairros ainda estão sem a coleta e há muitos moradores reclamando, inclusive no Centro. O serviço ficou suspenso por 10 dias e começou a ser normalizado na sexta-feira (18), com o fim da greve de parte dos coletores.

Conforme o prefeito, ainda hoje, ele irá se reunir com representantes da Agereg (Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados), Procuradoria-Geral do Município e Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) para discutir a possibilidade de rompimento com a empresa.

“A empresa está fazendo um trabalho meia-boca, sem cumprir o contrato e assim dá motivos para a gente fazer um distrato, uma intervenção. É preciso acabar de uma vez por todas com o problema, por isso vamos discutir essa questão com a equipe técnica e o jurídico", disse.

O presidente do sindicato da categoria, Wilson Gomes, disse durante o fim de semana apenas 60% dos trabalhadores saíram às ruas, já que uma parcela ainda não havia recebido os salários, mesmo tendo os valores liberados.

Ele ressalta que hoje 100% dos coletores estão nas ruas e os bairros onde o serviço ocorre às segundas, quartas e sextas, já serão atendidos, o que representa metade da cidade. No entanto, “mesmo assim não será possível coletar tudo devido a demanda, Para voltar ao normal, mesmo só daqui 20 dias”, diz

Por telefone, a assessoria de imprensa da concessionária Solurb afirmou que a empresa está elaborando uma nota com base nas declarações do prefeito e deve se manifestar a respeito ainda hoje.



Aqui na Vila Ipiranga as coletas são realizadas na segunda-feira, Quarta-feira e Sexta Feira, mas até o presente momento nada de coleta e o lixo continua se aglomerando, estamos sem coleta desde o dia 10 de setembro.
 
Sil em 22/09/2015 10:29:50
Se quer reclamar de algo entao pague em dia. Ninguem trabalha de graça..10 dias a cidade toda amontoando lixo e quer que a cidade esteja limpa em apenas 1 ou 2 dias.
 
Dudu em 22/09/2015 09:22:41
EU ATÉ GOSTARIA DE SABER DA SOLURB, O QUE QUE A POPULAÇÃO TEM A VER COM ESSA "BRIGA" BERNAL E CÂMARA???
A NOSSA CAPITAL PRECISA MAIS QUE URGENTE DE UMA SOLUÇÃO DEFINITIVA PARA OS "LIXOS" QUE SE ACOMULAM EM NOSSA CIDADE. QUE OS MUNICÍPIOS EM GERAL NÃO TEM NADA A VER COM ISSO, MAS SOFRE OS EFEITOS....
EU COMO CIDADÃO... GOSTARIA DE VER O MINISTÉRIO PÚBLICO INTERVINDO EM NOSSO FAVOR COM O MESMO AFINCO QUE DEFENDEM 'MST, ÍNDIOS, ONGS ETC. ESPERAR PRA VER SE.....
 
JARY GUASINA DOS SANTOS em 22/09/2015 08:25:36
Aqui no Monte Castelo também não passaram ainda. Deveriam ter passado na sexta-feira e na segunda e até agora nada!
 
Anonimo em 22/09/2015 08:02:55
Eu também reclamo do serviço meia-boca da Solurb. Aqui no Monte Castelo nem sinal dos caminhões da Solurb. Deveriam ter passado na sexta-feira e ontem e até agora nem sinal deles....
 
Anonimo em 22/09/2015 08:01:28
Aqui na Vila Alba, tb nao passou. Sabado vi 2 caminhoes proximo, mas notei q nao havia os garis atras, apenas o motorista. Saiu a relação a noite q eles estariam sabado a noite na Vila Sobrinho, fiquei na esperança q passasse aqui. NADA. Orar para passar hj.
 
Ma em 21/09/2015 17:05:50
Aqui no bairro, região da Júlio de Castilho, nem "cheiro" do caminhão da Solurb, só do lixo acumulado. Deveriam ter passado no sábado à noite...não passaram. Tenho a impressão que estão fazendo tudo isso para que haja realmente o rompimento do contrato e assim poderão se livrar do compromisso e ainda ficar com um lucro obtido desde o início. Alegam atraso no leasing dos caminhões e vai ver realmente não pagaram, mas, por falta de compromisso e não de dinheiro. Acusam a gestão atual sendo que enquanto era o "pastor", que conduzia a Prefeitura, não reclamavam! Aí tem! Vai ver nem o FGTS dos funcionários está em dia e o INSS, quem sabe se foi retido e repassado para a Previdência. Merecem mesmo ´"CADEIA".
 
Sentinela em 21/09/2015 15:52:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions